Conceito.de

Conceito de pontuação

A pontuação é o processo e o resultado de pontuar (usar sinais que delimitam a ortografia em cada oração). A pontuação também é a totalidade dos sinais que permitem pontuar e o resultado dos pontos marcados acumulados num jogo ou desporto.

Exemplos: “O texto está bem escrito, embora devas prestar atenção à pontuação”, “Não sai quem redigiu o comunicado: a pontuação ficou muito a desejar”, “Foi uma equipa pouco efetiva no ataque e uma pontuação muito baixa”.

Os sinais de pontuação são aqueles que permitem marcar o final de uma frase e estabelecer pausas. Desta forma, pode-se hierarquizar as diferentes proposições, organizar os conteúdos e conferir uma estrutura a um discurso.

O uso da pontuação depende de múltiplas questões, incluindo o estilo pessoal do emissor. É importante , de qualquer forma, respeitar certas regras básicas para que a mensagem seja coerente e possa ser compreendida pelo ouvinte.

Vejamos um exemplo: “O João, o Carlos e a Maria foram jantar fora depois da peça de teatro. A Luísa, esposa do João, não se juntou ao grupo porque não se sentia bem”. Neste caso, podemos observar o uso da vírgula para separar os nomes das pessoas e para incluir uma afirmação. O ponto ao finalizar a primeira oração, por outro lado, separa essa proposição da seguinte.

A mesma expressão sem a pontuação adequada não se compreenderia bem: “O João Carlos e a Maria foram jantar fora depois da peça de teatro a Luísa esposa do João não se juntou ao grupo porque não se sentia bem”.

Alguns sinais de pontuação utilizados são a vírgula (,), o ponto e vírgula (;), o ponto final (.), dois pontos (:), ponto de exclamação (!), interrogação (?), travessão (-), há ainda entre outros. Quando um texto não possui sinais de pontuação ele pode, então, acabar se tornando confuso ou mesmo pode ter o seu sentido alterado.

Veja um exemplo a seguir com uma frase com e sem uso de pontuação e como ela é extremamente necessária:

– Não perdemos nada foi resolvido (a frase sem pontuação);

– Não, perdemos, nada foi resolvido (com pontuação, primeiro exemplo);

– Não perdemos nada, foi resolvido (com pontuação, segundo exemplo).

Veja que nos exemplos dois e três, com a pontuação, a frase teve novos sentidos. No segundo exemplo ela ganha um sentido de negação, onde as pessoas perderam tudo e nada foi resolvido. Já no exemplo três ela ganha uma ideia de positividade, onde as pessoas conseguiram resolver o que tinham que resolver e nada foi perdido.

Outros exemplos seriam a frase “não pare” que é quando alguém diz para uma pessoa não parar, mas usando a vírgula essa frase teria um novo sentido “não, pare” que seria algo contrário ao primeiro exemplo, pedindo, agora, para que a pessoa parasse.

Se tivéssemos uma frase sem a pontuação, não saberíamos se é uma pergunta ou uma afirmação, por exemplo:

– Maria morreu

– Maria morreu?

Nisso, a pontuação é de suma importância para a comunicação na linguagem escrita, pois assim as pessoas podem entender e se fazer entendíveis com a escrita, repassando conhecimento, fatos, etc.