Conceito.de

Conceito de punhal

Na antiguidade, punhal era um adjectivo que é usado para designar aquilo que entrava/cabia num punho. Com o tempo, no entanto, o termo tornou-se um substantivo referente a uma arma branca, ou seja, as armas com ponta ou fila, capazes de ferir com punçadas ou cortes.

Um punhal, por conseguinte, é uma arma confeccionada com aço que lastima graças à sua ponta. Isto significa que o punhal se crava no animal ou no ser humano a que se pretende ferir/fazer mal.

Os punhais costumam medir vinte centímetros de comprimento. A sua lâmina não se pode curvar/dobrar, sendo que esta é uma característica que obriga o indivíduo que o leva a ter certas precauções na transferência para evitar acidentes. Outras armas brancas similares, como as navalhas, porém, podem ser pregadas.

Existem diferentes tipos de punhais. Por norma, é aplicada em expedições, com fins de defesa: no caso de a pessoa se encontrar com um animal selvagem, poderá repelir um eventual ataque. Os punhais também fazem parte do equipamento de um soldado, tendo em conta que são úteis no ataque corpo a corpo.

As feridas e os cortes causados por um punhal ou outro objecto pontiagudo, como pode ser um prego ou mesmo um dente, são designados punções. A laceração, por sua vez, é uma abertura ou ruptura que se produz na pele, e pode ser lisa ou profunda; se o seu alcance for considerável pode afectar ligamentos, músculos, tendões, vasos sanguíneos, nervos e mesmo tecido ósseo.