Conceito.de

Conceito de régua graduada

Uma régua é uma ferramenta que se fabrica com um material sólido e que possibilita a realização de medições e a criação de linhas retas. Graduado, por sua vez, é aquele ou aquilo que tem um grau (um valor ou estado).

A régua graduada, por conseguinte, é o instrumento que dispõe de uma escala de valores para conhecer o comprimento de algo. O habitual é que esta régua esteja dividida em polegadas ou centímetros, com cada segmento marcado sobre a sua superfície: deste modo, ao colocar a régua graduada sobre algo, podemos saber quanto mede unicamente através da observação da escala.

As réguas graduadas também permitem desenhar linhas retas de um comprimento específico, uma vez que é possível começar e finalizar o traço no lugar exato que marca a escala. Para além da graduação, estas réguas também permitem, obviamente, criar linhas retas sem prestar atenção à medição.

A fim de que a mesma tenha um caráter universal, nela são encontrados dois tipos de graduações: a do sistema métrico e a do sistema inglês. No caso da graduação do sistema métrico, a régua é graduada em milímetros (mm), usando a escala de 1/1000. Já na graduação do sistema inglês, a régua é graduada em polegadas, usando 1/36 por jarda nessa graduação.

A régua graduada mais popular é aquela que mede 30 centímetros. Na escala, para além de centímetros, podem estar mencionados os milímetros e os decímetros, duas unidades que são úteis em certos contextos.

Suponhamos que, numa escola, a professora pede aos alunos para desenharem um quadrado cujos lados meçam 5 centímetros. Para completar esta tarefa, os estudantes deverão utilizar uma régua graduada que lhes permita traçar lados com esse comprimento.

Uma régua graduada também é útil para um carpinteiro que deve construir uma mesa com uma mesa de 100 x 100 centímetros. Pegando num troço de madeira maior, poderá marcar as medidas desejadas com a régua graduada e depois proceder ao corte da mesa.

Outro âmbito no qual se costuma usar a régua graduada é a bricolagem. Na hora de fabricar qualquer produto a partir de materiais como papel ou madeira, por exemplo, o normal é comprar peças quadradas de dimensões maiores do que as necessárias, para depois traçar os moldes sobre elas e cortá-los. Graças ao uso de uma régua é possível respeitar instruções nas quais se indica especificamente a altura e a largura de cada parte, ou então para conseguir as proporções desejadas quando se trabalha sem uma guia.

A régua graduada, assim como muitos outros instrumentos que usamos hoje em dia, tem uma história muito antiga, e alguns dos primeiros exemplares se fabricaram com uma precisão admirável. O primeiro material que se utilizou para a sua construção foi o marfim, e mais tarde passou a ser a madeira; no entanto, atualmente, é aproveitada uma variedade bastante ampla de materiais, entre os quais se destacam o vidro, o plástico e o aço, dependendo da tarefa à qual se vai aplicar e a precisão desejada. As réguas fabricadas em aço são mais caras do que as demais, porém elas são também mais duráveis do que as de madeira e as de plástico.

Vejamos alguns dos tipos mais comuns de régua graduada:
* régua de escritório: é o tipo mais comum e é usada para a medição, para traçar linhas retas e como referência para realizar cortes. Em geral, é feito de madeira ou de plástico e mede entre 20 centímetros e 1 metro, com graduação em milímetros (às vezes, também inclui meios milímetros). E ainda restam o metro dobrável e a fita métrica.

Existem também outros tipos de réguas graduadas, sendo essas utilizadas mais por profissionais como engenheiros, por exemplo. São elas:

– Régua sem encosto: para usar esse tipo de régua devemos subtrair do seu resultado o valor que está no ponto de referência;

– Régua com encosto: ela é usada apenas para medir comprimentos a partir da face externa de uma peça;

– Régua de encosto interno: esse tipo de régua é usada para medições que possuam face interna como referência;

– Régua de dois encostos: é uma régua graduada utilizada mais por ferreiros. Ela possui duas escalas, sendo que uma possui referência interna e outra referência externa;

– Régua de profundidade: como o próprio nome já diz, esse tipo de régua é usada para medir profundidade, por isso é utilizada em medições de canais, por exemplo, ou de rebaixos internos;

– Régua rígida de aço carbono com seção retangular: esse tipo de régua é utilizada para fazer a medição de deslocamento de máquinas, para fazer traçagens, entre outros.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

cornija

O vocábulo latino “cornice” chegou a nosso idioma como cornija. O termo refere-se ao conjunto de molduras que atuam...

Conceito de

corporativismo

A ideia de corporativismo tem usos diferentes. Um dos significados refere-se à doutrina que promove a intervenção do Estado na...

Conceito de

corporeidade

A corporeidade é a característica do que é corpóreo: aquilo que tem corpo ou consistência. A ideia do corpo, por outro lado,...

Conceito de

corola

A palavra latina “corolla”, que se refere a uma coroa de tamanho pequeno, chegou ao português como corola. O termo...

Conceito de

corneta

Corneta é um instrumento de sopro semelhante ao clarim. De acordo com suas características, a corneta é usada em vários...

Conceito de

corporação

A raiz etimológica de corporação encontra-se no latim “corporatiōne”. Essa palavra chegou ao francês como...

Conceito de

córion

O vocábulo grego “khórion”, que pode ser traduzido como “membrana” chegou ao nosso idioma como córion....

Conceito de

córnea

No campo da anatomia, chama-se córnea a uma membrana que se encontra no setor anterior do globo ocular, através do qual se vê...

ARQUIVOS