Conceito.de

Conceito de rima

Uma rima é formada a partir da repetição de diversos sons. Trata-se de uma técnica frequente na poesia que, dependendo da forma como decorre esta repetição de sons, denomina-se de diferentes maneiras.

Por hábito, a repetição desenvolve-se a partir da vogal acentuada que se encontra no último lugar, ao fechar o verso. Se a rima se compuser, em pelo menos dois versos, pela coincidência das vogais acentuadas das diferentes sílabas perante a última vocal tónica, estamos face a uma rima assonante (que também se conhece pelo nome de rima parcial ou rima imperfeita). Este é o tipo de rima mais habitual.

Quando, depois do tal limite da vogal acentuada no último lugar, a repetição inclui todos os fonemas, fala-se de rima consonante ou rima perfeita.

A partir destas definições, podemos entender a que se refere a noção de rima livre. O conceito está associado, na realidade, à ausência de rima: os versos são construídos sem que haja uma rima assonante ou uma rima consonante. A rima livre ou rima branca pode dar-se em versos com medidas homogéneas ou com diversas medidas.

A rima livre, por conseguinte, não está atada a estrofes, medidas ou regras. Por exemplo:
Um menino na praça /
joga acompanhado pelo seu avô Matias /
corre feliz /
observado por olhos ancestrais /
enroupado /
sentindo-se pleno num instante imortal

Como se pode reparar, esses versos não obedecem às regras da rima assonante ou da rima consonante.

Por fim, Rima Livre também é o nome de uma banda.