Conceito.de

Conceito de santo

O termo latino sanctus chegou à nossa língua com a designação de santo. Este termo, que pode gramaticalmente ser um nome e um adjectivo, permite referir-se à pessoa que carece de toda a culpa e que está cheia de bondade.

Exemplos: “O meu marido é um santo: cada vez que regresso do trabalho, aguarda por mim com o jantar com o jantar pronto”, “Dou-te os parabéns, pois os seus filos comportou-se com um santo”, “Não me parece que o Bento seja um santo, mas também não me parece que seja má pessoa”.

No contexto da religião são consideradas santas pessoas que se destacam pela sua ética inquestionável ou por manter um vínculo particular com uma divindade. Deste modo, em certa forma, “eleva” a santos por sobre os restantes seres humanos.
No caso do catolicismo, os santos são declarados pela Igreja católica. Cada santo constitui um modelo moral ou um guia cujo comportamento deve ser seguido ou imitado pelos fiéis.

Para que um indivíduo seja declarado santo, deve levar-se a cabo um processo que se denomina canonização. Este nome está relacionado com os santos que fazem parte de um cânon (uma lista que enumera os santos aceites pela Igreja católica). Uma vez que uma pessoa seja canonizada, os fiéis podem prestar-lhe culto e dedicar-lhes festas litúrgicas.

A canonização é realizada pelo Papa depois de analisar se o sujeito em questão teve virtudes heróicas no que se refere às suas qualidades cristãs ou se sofreu, pela sua fé, um martírio. Além do mais, o candidato deverá ter realizado pelo menos dois milagres.

Também não podemos ignorar que uma das séries de televisão mais conhecidas e de maior êxito de todos os tempos respondia ao título de “O Santo”. Tratava-se de uma produção norte-americana, que se emitiu durante a década dos anos 60 e que vinha a ser a adaptação de uma série de livros do mesmo título. Essas obras literárias tinham sido escritas pelo Britânico Leslie Charteris e giravam em torno da figura de Simon Templar.

Este era um ladrão do mais engenhoso que recebia a alcunha de “O Santo”, porque as siglas do seu nome em inglês coincidiam com a abreviatura de Santo: ST. Mas também era chamado assim porque os delitos que cometia tinham certa faceta solidária, vinha a ser uma espécie de Robin Hood, uma vez que aquilo que fazia era roubar os corruptos, a grandes estafadores e ladrões, a desalmados que se tornavam milionários de forma ilegal, como, por exemplo, com droga ou fazendo branqueamento de dinheiro.

O actor Roger Moore foi quem deu vida nessa série a essa figura, que conseguiu tornar-se num mito do pequeno ecrã nos EUA como noutros países. Posteriormente, na década dos anos 90, exactamente em 1997, foi apresentada a adaptação cinematográfica da mesma, que também se deu a chamar “O Santo”. O protagonista foi representado por Val Kilmer, quem contou além do mais com o respaldo de outros actores da envergadura de Elizabeth Shue.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

caucasiano

O adjetivo caucasiano refere-se a quem é natural do Cáucaso ou àquele ou aquilo que está ligado a essa região que se situa...

Conceito de

cátodo

A noção de cátodo é usada no campo da física para designar um eletrodo negativo. A etimologia do termo nos remete à palavra...

Conceito de

católico

O termo grego “katholikós”, que chegou ao latim como “catholĭcu” e depois ao português como católico,...

Conceito de

cátion

A palavra grega “katión” chegou ao inglês como “cation” e derivou em nossa língua como cátion. O...

Conceito de

“catering”

O conceito de “catering” faz parte do idioma inglês, mas, de qualquer forma, também é aceito pela Michaelis em seu...

Conceito de

catequese

A noção de catequese refere-se à instrução ligada à religião. O conceito costuma ser usado com relação ao local ou ao...

Conceito de

categoria

A palavra grega “kategoría” chegou ao latim como “categorĭa” e, através do francês, derivou no termo...

Conceito de

luneta

Uma luneta é uma ferramenta óptica portátil que pode ser expandida de acordo com a necessidade do usuário. É um tipo de...

ARQUIVOS