Conceito.de

Conceito de ser humano

Escutar o artigo

Define-se como ser humano o homem, que é um animal que pertence à família do homo sapiens. Embora seja comum definirmos a nível genérico como homens, este termo pode provocar alguma confusão, já que também faz referência ao sexo masculino.

Segundo dizem os historiadores, na pré-história, o género homo era composto por várias espécies. Porém, desde que o homem-de-neandertal se extinguiu (facto que teve lugar há cerca de 25 mil anos atrás) e que desapareceu da terra o homo floresiensis (extinção que aconteceu há cerca de 12 mil anos), a única espécie que subsiste deste clã é a do homo sapiens.

O homem é o resultado de uma evolução dos primatas conhecidos como hominídeos. O seu desenvolvimento original esteve no continente africano, vindo posteriormente o género a expandir-se pelo resto do mundo.

O ser humano representa o nível mais alto de complexidade alcançado pela escala evolutiva. O cérebro tem um grande desenvolvimento e permite-lhe concretizar numerosas atividades racionais e elaborar pensamentos abstratos, criativos e de outro tipo. A partir do momento em que completa os três anos de idade, no pensamento humano prevalece o simbólico.

Convém referir que os seres humanos constam entre os animais com características pluricelulares mais longevas da atualidade, chegando a ir além dos 100 anos de idade em alguns casos. Esta circunstância tem variado com o passar dos anos, uma vez que, nos primeiros séculos desta era, a esperança de vida dos seres humanos não passava dos 25 anos de idade.

Outra particularidade do ser humano é o facto de se tratar da única espécie que tem consciência da sua finitude: ou seja, o homem sabe que, a uma determinada altura, acabará por morrer.

Mas além da consciência sobre a morte, o ser humano, ao contrário dos animais, possui ainda capacidade para realizar comunicações complexas (tais como escrever, falar e também se comunicar através de gestos), aprender a comunicar-se em outros idiomas, ele possui sabedoria e capacidade para expressar criatividade.

É uma característica do ser humano também conseguir organizar-se em grupos sociais como famílias, países, entre outros. Esse também possui a capacidade de influenciar e de ser influenciado por outros, tal como acontece, por exemplo, com as pessoas que são figuras públicas, ora ditando modas, ora convencendo a mudança de opiniões.

O ser humano também acredita na existência da alma ou de entidades semelhantes, que transcendem a experiência corporal.

Posto isso, na religião cristã é descrito que o ser humano é proveniente de uma criação divina, sendo que Deus primeiro criou o homem do pó da terra e depois criou a mulher (essa sendo criada após ser extraída uma costela do homem).

O ser humano na religião cristã é alguém que possui uma vida terrena, mas que, por ter sido trazido a vida pelo sopro de Deus (que lhe deu fôlego de vida), ele sabe que retornará para o seu criador no fim de sua vida.

Para a filosofia, o ser humano é um ser vivo com capacidade de racionalizar, ele pode, enquanto matéria, tanto ser uma unidade como também uma totalidade, de forma simultânea. E através da capacidade de racionalizar o ser humano pode desenvolver conceitos e distinguir coisas.

Muitos filósofos como Platão, Jean-Paul Sartre, Aristóteles e também Friedrich Nietzsche tiveram a existência do ser humano como um de seus objetos de estudo.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (20 de Agosto de 2012). Conceito de ser humano. Conceito.de. https://conceito.de/ser-humano