Conceito.de

Conceito de racional

Do latim rationālis, racional é aquilo que pertence ou que é relativo à razão (ao raciocínio). Este conceito admite diversas acepções, como as referências à faculdade/capacidade de reflectir; o motivo ou a causa; o argumento que se usa para apoiar algo; ou o quociente de dois números.

Racional, por conseguinte, é aquilo que surge do raciocínio, que é conforme à razão ou que é dotado/provido desta.

Exemplos: “Não me expliques o que se passou com argumentos insólitos: quero ouvir uma explicação racional”, “O deputado demostrou ser um homem racional que sabe como actuar nestas circunstâncias”, “Se fosses um pouco mais racional, não terias comprado um carro destes por mero impulso”.

O racional opõe-se ao irracional. No caso de um homem que tenha problemas cardíacos, uma conduta racional implica que cuide da sua saúde e que não corra riscos desnecessários. Se essa pessoa decidir saltar de paraquedas, pode-se dizer que não está a agir de maneira racional.

Às vezes, aquilo que é racional e aquilo que não o é pode ser difícil de distinguir. A decisão de uma mulher que ocupa um posto de gerente numa grande empresa e que opta por se demitir para abrir o seu próprio empreendimento/negócio pode ser considerada como racional por alguns (pois terá maior autonomia e não terá de depender dos outros para se sustentar) e como irracional por outros (que acham que é uma aposta arriscada e que não deveria deixar um emprego bem remunerado).

Um número racional, por outro lado, é aquele que se pode representar como o quociente de dois números inteiros com denominador distinto de zero.