Conceito.de

Conceito de números inteiros

Os números são signos ou conjuntos de signos que permitem expressar uma quantidade relativamente à sua unidade. O conceito tem origem no latim numĕrus, e possibilita diversas classificações, que dão origem a conjuntos como os números naturais (1, 2, 3, 4…), os números racionais, entre outros.

Os números inteiros abrangem os números naturais (aqueles que são usados para contar os elementos de um conjunto), incluindo o zero e os números negativos (todos os números reais menores que zero). Portanto, os números inteiros são aqueles que não têm parte decimal (ou seja, 3,28, por exemplo, não é um número inteiro).

Os números inteiros negativos têm diversas aplicações práticas. Com eles, pode-se fazer referência a temperaturas abaixo de zero (“Neste momento, a temperatura em Helsinki é de -10 graus”) ou a profundidades abaixo do nível das águas do mar (“O barco que se tinha afundado acabou por ser encontrado a -135 metros”).

Os números inteiro negativos e positivos constituem o que se conhece por “conjunto dos números inteiros”. E esse conjunto é tido como infinito, sendo representado da seguinte maneira: – “…4, – 3, – 2, – 1, 0, 1, 2, 3, 4…”

Enquanto os números inteiros negativos sempre vem precedidos pelo sinal de “-“ como, por exemplo, -3, -4, os números inteiros positivos vem sem nenhum sinal ou, em alguns casos, podem vir com o sinal de “+” antes do número, assim: + 2, + 3 e assim por diante.

E todo o número inteiro possui um sucessor e um antecessor, por exemplo:

– Se temos o número 2, então há como seu sucessor o número 3 e seu antecessor o número 1;

– Outro exemplo seria o número – 1 que teria como sucessor o número 0 e como antecessor o número – 2.

Os números inteiros podem ser representados pela reta numérica, na verdade por pontos nessa reta. Se temos um ponto zero (0) que é o ponto central, então de um lado (geralmente do lado esquerdo) teremos os números negativos e do outro lado (lado direito) os números positivos. E quando um número se encontra na mesma distância do zero, temos o que é chamado de simétricos, por exemplo:

– Numa reta numérica com o ponto central 0, de um lado temos – 4 e do outro lado temos 4, esses dois números inteiros são, por tanto, simétricos ou opostos;

– Outro exemplo seria no caso de termos de um lado o número inteiro – 1 e do outro número inteiro 1, tendo o mesmo caso de simétricos.

Convém ter em conta que os números inteiros são o resultado das operações mais básicas (adição e subtração), pelo que a sua utilização remonta à antiguidade. Os matemáticos hindus do século VI já postulavam a existência de números negativos, naquela época.

A noção de números inteiros foi estabelecida, uma vez que se trata de números que permitem representar unidades não divisíveis, como é o caso de uma pessoa ou de um país (não se pode dizer “Em minha casa moram 4,2 pessoas” ou “O próximo campeonato mundial contará com a participação de 24,69 países”). Já, os números com decimais podem, sim, indicar unidades divisíveis.