Conceito.de

Conceito de signos

A palavra signo provém do termo latim signum. Trata-se de um objecto, fenómeno ou acção material que, por natureza ou por convenção, representa ou substitui outro. É algo que representa algo, é um sinal.

Um signo linguístico é uma realidade perceptível por um ou vários sentidos humanos, que remete para outra realidade que não está presente. É formado por um significante, um significado e um referente, relacionados indissociavelmente com a significação. Ainda na linguística, trata-se de um sinal próprio da linguagem verbal, da palavra em si.

Ainda no tocante a linguística, o signo linguístico trata-se de um elemento que possui dois aspectos: um deles é o significado e o outro o significante.

Um exemplo seria quando escutamos a palavra “árvore”, por conta dos sons que constituem essa palavra, nosso cérebro consegue identificar esses sons, buscando em nosso “banco de dados”. E tal imagem sonora que nos faz saber o que é uma árvore trata-se do significante do signo de “árvore”.

É importante mencionar que os signos que compõem a língua seguem padrões de organização já determinados. Logo, para se conhecer uma língua é importante saber identificar os signos e também compreender o uso correto de suas regras de organização para combinações.

Na matemática, também se fala em signos. São os sinais e os símbolos (usados na adição, substração, divisão, multiplicação, percentagem, etc.).

Em linguagem figurada, a expressão “sob o signo de” corresponde à influência recebida por algo ou alguém.

Por fim, os signos astrológicos assinalam o lugar do zodíaco em que o Sol se mostra ascendente aquando do nascimento de uma pessoa.

Sobre essa interação entre Terra e Sol, em astrologia ele é conhecida como signo solar. Existe também o signo de Vênus, de Marte, o signo lugar, entre outros.

É importante relatar quanto a signo e constelação, sendo ambos conceitos distintos. Em outras palavras, signo não é constelação. Muitos fazem essa confusão por conta de algumas constelações receberem o nome de alguns signos. Mas isso trata-se apenas uma homenagem feita pelos antigos. Uma vez que seria impossível que os signos fossem constelações, já que existem mais constelações do que signos.

Sobre o signo solar, dele partem cada uma das doze constelações que correspondem às respectivas doze partes, e cada uma das figuras que as representam: Carneiro, Touro, Gémeos, Caranguejo, Leão, Virgem, Balança, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Os signos do zodíaco chinês também são doze embora não sejam os mesmos que o ocidental.

Ainda, no que diz respeito a astrologia, os signos são resultantes do alinhamento da Terra com algum planeta, logo sendo um ângulo do planeta Terra em relação com um determinado astro.

E astrologia acredita que cada signo oferece uma base sobre a personalidade e do comportamento de um indivíduo.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

comarca

Uma comarca é uma região que difere do resto por suas características históricas, sociais, culturais ou geográficas. Em...

Conceito de

colusão

A etimologia de colusão nos leva à palavra latina “collusiōne”. A noção refere-se a um acordo ilegal...

Conceito de

coloide

O conceito de coloide é usado para nomear a substância que, ao encontrar-se em um líquido, se dispersa gradualmente. Um...

Conceito de

colinear

O adjetivo colinear é usado no campo da geometria para qualificar o ponto localizado na mesma reta que outro ponto. Suponhamos...

Conceito de

colagem

O termo colagem (proveniente do francês “collage”) é uma técnica artística que consiste na união de diferentes...

Conceito de

colmeia

A palavra latina “culmēna-“, feminino de “culmēnus” que significa de colmo (uma vez que as colmeias...

Conceito de

colírio

A etimologia de colírio refere-se à palavra latina “collyrĭu”, que por sua vez procede do grego...

Conceito de

colibri

Um colibri é um pássaro que pertence ao grupo familiar dos troquilídeos. Assim se conhecem as aves que se caracterizam por seu...

ARQUIVOS