Conceito.de

Conceito de linguagem figurada

Escutar o artigo

A linguagem figurada é aquela pela qual uma palavra exprime uma ideia recorrendo a outros termos, apelando assim a uma semelhança, seja esta real ou imaginária. A linguagem figurada opõe-se à linguagem literal, já que esta usa as palavras com o seu verdadeiro significado, isto é, refere-se às coisas tais como elas são.

linguagem figurada
Com a linguagem figurada se pode obter mais expressividade num texto ou frase, por exemplo

Por exemplo: O termo cão refere-se, no sentido literal, a um mamífero quadrúpede pertencente à família dos canídeos. Contudo, na linguagem figurada, o conceito permite fazer referência, pelo menos em Portugal, a algo pejorativo (negativo). “Que vida de cão a tua!” significa que a pessoa em questão tem uma vida miserável e que vive sob péssimas condições, sem qualquer reconhecimento ou recompensa por isso. Ainda na mesma linha de raciocínio, o Brasil usa o termo cachorro igualmente com conotação negativa: “Você é um cachorro” (o receptor tem mau carácter, de acordo com o emissor).

Aquilo que produz a linguagem figurada é um deslocamento do sentido. “O meu chefe rugiu-me e deixou-me sem quaisquer hipóteses” não significa que o patrão do falante seja um leão (o animal que ruge). A frase está a sugerir que o chefe tem uma atitude feroz, sendo uma pessoa com quem não se pode conversar.

A linguagem figurada marca fortemente a sua presença na poesia e nos textos literários. Em contrapartida, nos documentos científicos ou jurídicos, entre outros, é mais usada a linguagem literal (cuja função consiste unicamente em comunicar) pela sua maior precisão e neutralidade, evitando assim confusões ou ambiguidades.

Mas há casos em que a linguagem figurada é usada quando o interlocutor não consegue encontrar uma palavra que esteja em conformidade com o que ele queira transmitir.

Cuidados quanto ao uso desse recurso

linguagem figurada
Há o uso da linguagem figurada em diferentes contextos

A linguagem figurada sugere significados, cabendo ao ouvinte ou leitor descobrir o verdadeiro sentido. Imaginemos, por exemplo, que alguém ouça a frase “esta senhora leva uma vida de cão” e que essa mesma pessoa desconheça os códigos linguísticos usados em Portugal. É bem provável que fique desconcertada.

Desse modo, o uso da linguagem figurada deve ser feito com moderação, posto que nem todas as pessoas podem compreender o conteúdo de um texto se não conhecem esses códigos.

Por exemplo: uma pessoa que more num país e viaje para outro, ainda que tenha estudado sobre o idioma, pode se perder ao tentar entender as piadas que são ditas por quem vive naquele país, posto que ela ainda não está habituada com o contexto e códigos que são usados ali.

Um exemplo comum disso seria no português do Brasil, onde é usada a expressão “vira essa boca para lá”, que no sentido literal se está dizendo para a pessoa virar a boca para o outro lado, mas no sentido figurado significa que é um pedido para que a pessoa pare de falar alguma coisa que incomoda a outra (acreditando que com isso teria azar, por exemplo).

Nesse caso, em inglês a expressão similar é “bite your tongue!”, que significa algo como “morda essa língua”. Quem não conhece o contexto e os códigos não entenderia essa expressão.

Como recurso no humor

É comum o uso da linguagem figurada em textos com humor, uma vez que usar um termo tendo outro sentido é um dos recursos que ajuda a trazer humor para um texto, por exemplo:

“Estou igual a carro velho, perdendo força na subida e pegando no tranco só na descida da ladeira”;

“Um ovo diz para outro ovo quando os dois estão na beira da estrada, planejando atravessar a rua logo porque o sol está quente ‘é melhor atravessarmos agora, do contrário estamos fritos’”.

“- O senhor é paciente? – Pergunta o médico a um dos indivíduos que estavam do lado de fora do consultório.

– E muito, doutor, estou aqui na espera, pacientemente, já fazem mais de 120 minutos. – Responde o rapaz.”

Denotação e conotação e a linguagem figurada

Há ainda que se falar sobre denotação e conotação, que possuem algum tipo de relação com a linguagem figurada.

A conotação diz respeito ao sentido conotativo, que se relaciona com os termos usados no sentido figurativo. Por exemplo: “O Marcos tem um coração de ouro”.

Por sua vez, a denotação diz respeito ao sentido denotativo, que quer dizer o uso de termos em seu sentido literal, por exemplo: “A casa está com avarias nas paredes”.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (29 de Setembro de 2011). Conceito de linguagem figurada. Conceito.de. https://conceito.de/linguagem-figurada