Conceito.de

Conceito de

O vocábulo latino solus chegou ao nosso idioma como só (sinónimo de “sozinho”), termo esse que admite vários usos. Quando aplicado a um indivíduo, significa que esse sujeito carece de companhia.

Exemplos: “Estou só em casa, os meus pais foram jantar fora”, “Não quero ir só para o circo, queres fazer-me companhia?”, “Não entendo o que faz uma criança só num sítio tão perigoso”.

Como o ser humano é um ser social, costuma considerar-se que a solidão (o facto de estar só ou sozinho) é negativa. Deste modo, é habitual que se diga que aquele que está só não conta com outra pessoa que lhe faça companhia, o ajude ou o apoie. Por isso, costuma-se sugerir às pessoas sós que procurem algum tipo de companhia.

Só também pode ser algo que se considera separado ou isolado de outras coisas, ou que é único entre os outros do seu género: “um cão, só, jamais conseguiria fazer semelhante coisa”, “O lombo com mostarda serve-se só ou como guarnição?”, “Quando comprei a cafeteira, deram-me a máquina só, sem a jarra”.

No âmbito da música, de só passa a solo, que é o fragmento de uma canção que interpreta um músico sozinho. O solo de guitarra num tema de rock, apenas para mencionar esta possibilidade, consiste na parte da composição na qual se destaca o som da guitarra.