Conceito de eficiência




Mar 30, 11 Conceito de eficiência

A palavra eficiência tem origem no termo latim efficientĭa e refere-se à capacidade de dispor de alguém ou de algo para conseguir um efeito determinado. O conceito também costuma ser equiparado com o de acção, força ou produção.

Por outras palavras, a eficiência é o uso racional dos meios dos quais se dispõe para alcançar um objetivo previamente determinado. Trata-se da capacidade de alcançar os objetivos e as metas programadas com o mínimo de recursos disponíveis e tempo, conseguindo desta forma a sua optimização.

A palavra eficiência é usada em diferentes âmbitos. Na física, por exemplo, a eficiência de um processo ou de um dispositivo é a relação entre a energia útil e a energia investida.

Na economia, fala-se da eficiência à Pareto, que é uma noção enunciada por Vilfredo Pareto. Neste sentido, a eficiência é considerada óptima se não for possível melhorar a situação sem prejudicar/degradar a mesma. A eficiência à Pareto é baseada em critérios de utilidade, já que se algo gera proveito (rendimento), comodidade ou frutos sem prejudicar terceiros, entende-se que irá desencadear um processo natural de optimização até alcançar o ponto óptimo.

Um exemplo da eficiência à Pareto poderia ilustrar-se da seguinte maneira: um homem dirige-se a uma loja para comprar um computador. Cada um deles conta com diferentes características técnicas e tem o seu próprio preço, que se encontra geralmente relacionado com a qualidade. Visto isto, quando o comprador se decide a concretizar a sua aquisição, apresentam-se duas possibilidades:

Por um lado, pode tratar-se de uma pessoa que disponha de dinheiro suficiente para adquirir o melhor computador sem ter de olhar para o preço. Este é um problema que se conhece como mono-objetivo, tendo em conta que o único objetivo é encontrar o computador com as melhores características técnicas.

Por outro lado, também pode ser uma situação em que o comprador tenha um orçamento limitado. Surge então um problema multi-objetivo, já que deve considerar as características técnicas bem como o valor do produto. Nesse caso, não existe nenhum produto óptimo, mas antes várias soluções Pareto-óptimas possíveis.