Conceito de espaço arquitectónico


Set 11, 13

A parte ocupada por um objecto sensível, a capacidade de um lugar e a extensão contida na matéria existente são algumas das definições de espaço, um termo que tem a sua origem no vocábulo spatĭum.

Arquitectónico, do latim architectonĭcus, é um adjectivo que qualifica aquilo que pertence ou que é relativo à arquitectura (a arte e a técnica de projectar e construir edifícios).

A noção de espaço arquitectónico faz referência ao lugar cuja produção é o objecto da arquitectura. O conceito está constantemente a ser revisto por parte dos especialistas nesta matéria, uma vez que implica diversas concepções.

Pode-se dizer, posto isto, que a função principal de um arquitecto é a configuração de espaços arquitectónicos adequados. Para o efeito, o arquitecto faz-se valer de elementos arquitectónicos que constituem as partes funcionais ou decorativas da obra.

O arco, o dintel, o pilar, a coluna, o pilar, o muro, a cúpula, a escada, o pórtico e o tabique são apenas alguns dos elementos arquitectónicos utilizados pelos arquitectos na hora de desenvolver o espaço arquitectónico.

A criação do espaço arquitectónico também está relacionada com o urbanismo (que se encarrega de configurar o ambiente/entorno) e as artes decorativas.

A delimitação do espaço arquitectónico dá-se através do volume arquitectónico. Estes dois conceitos (espaço arquitectónico e volume arquitectónico) são independentes. Às vezes, a percepção de ambos não coincide. O volume, por sua vez, pode não coincidir com a forma material que o delimita, uma vez que a dimensão da cor e das texturas, a direcção das transparências e a proporção dos níveis podem variar.