Conceito de teoria




Mar 24, 11 Conceito de teoria

A palavra teoria é de origem grega theorein (“observar”). O termo costumava usar-se no contexto da observação de uma peça de teatro, o que consegue explicar porquê que, hoje em dia, o conceito de teoria nos permite referirmo-nos a algo provisório ou que não é completamente real.

Em todo o caso, a evolução histórica do termo conferiu-lhe um sentido mais intelectual, passando a aplicar-se à capacidade de entender e percepcionar a realidade para além da experiência sensível, através da compreensão destas experiências e a sua expressão através da linguagem.

Actualmente, uma teoria é um sistema lógico composto por observações, axiomas e postulados, cuja função consiste em afirmar sob que condições se desenvolverão determinadas hipóteses/especulações. Para esse efeito, toma-se como contexto uma explicação do meio idóneo para que se desenvolvam as previsões. A partir destas teorias, é possível deduzir ou postular outros factos por intermédio de certas regras e raciocínios.

Uma teoria científica, por sua vez, é o planeamento de um sistema abstracto hipotético-dedutivo, que conforma uma descrição científica de um conjunto de observações ou experiências. A teoria científica assenta em hipóteses ou suposições verificadas por cientistas.

Existem duas categorias de ideias que se podem desenvolver até dar origem a uma teoria: as conjecturas (suposições ou ideias com fundamento não verificado) e as hipóteses (estas, sim, são demonstradas ou verificadas, constituindo suposições admissíveis). Estas ideias podem resultar falsas, pelo que não evoluem e não se convertem em teorias.

Por outro lado, cabe mencionar que uma teoria é diferente de um teorema. A teoria é um modelo de eventos físicos que não pode ser comprovado a partir de axiomas básicos, ao passo que o teorema é uma afirmação podendo ser provada por aceitar operações e argumentos matemáticos.