Conceito de vacinação


Out 30, 16

Vacinação é o acto e o resultado de vacinar. Esta acção diz respeito ao facto de aplicar uma vacina: um antigénio que, ao ser inoculado a um sujeito, protege-o de certas doenças.

A vacinação, desta forma, é o processo que permite a aplicação de uma vacina a uma pessoa. Em geral, faz parte de campanhas ou programas promovidos pelo Estado para preservar a saúde pública.

Os hospitais, os centros de assistência médica e centros de saúde são os espaços onde é realizada a vacinação. O habitual é que as vacinas sejam administradas por enfermeiros.

A primeira vacina foi administrada em finais do século XVIII e permitiu proteger a população da viruela. Depois foram implementadas campanhas de vacinação contra a raiva, a tuberculose, a rubéola, a hepatite, a varicela e outras doenças.

A maioria dos países dispõe de um calendário de vacinação, agendado de acordo com as indicações da Organização Mundial de Saúde (OMS). Desta forma, está acordado que as crianças devem ser vacinadas a uma determinada idade, sendo depois indicado quando devem receber reforços. A idade do vacinado deve ser definida segundo a faculdade do sistema imunitário para reagir ante a imunização artificial. Mais à frente, os reforços propiciam na protecção.

É importante destacar que o calendário de vacinação determinada certas vacinas obrigatórias: os pais que não levam os filhos a vacinar conforme estabelecido em calendário, estão a cometer um erro. Isto deve-se ao facto de as autoridades entenderem que, ao não permitirem a aplicação das vacinas aos filhos, põem em risco a sua saúde.