Conceito.de

Conceito de autóctone

O termo autóctone percorreu um longo caminho etimológico antes de chegar ao castelhano. Suas origens são encontradas na palavra grega “authócton”. Logo passou para o latim como “autochthon.onis”.

Autóctone é um adjetivo que pode ser aplicado ao ser vivo, ao produto ou ao lugar que é originário ou nativo do país em que se encontra. O autóctone, portanto, é típico de um local.

No campo da biologia, a ideia de autóctone está ligada ao ser nativo do ecossistema em que vive. Um ser autóctone, graças à evolução, encontra-se adaptado ao ecossistema em questão. Portanto, se um ser alóctone é introduzido (não originário deste espaço), é possível que seja gerado um desequilíbrio no ecossistema.

A adaptação dos seres autóctones ao meio ambiente significa que, para a agricultura e pecuária, é muito importante conhecer as propriedades dos animais e das plantas. Se cultivar uma espécie autóctone, há maior probabilidade de ela se desenvolver e de maneira mais fácil em comparação com as plantas alóctones.

O Lama guanicoe, conhecido coloquialmente como guanaco, é um animal autóctone da América do Sul. Pode encontrar-se em regiões da Argentina, Chile, Bolívia, Peru e Paraguai.

Os produtos típicos de uma zona também são conhecidos como autóctones. Por exemplo: “Este é um queijo autóctone que é produzido de forma totalmente artesanal”, “A cerveja autóctone é uma atração turística da cidade”, “Eu adoro a comida autóctone desta província”.