Conceito.de

Conceito de browser

Um browser é um navegador de Internet: um software que permite a visualização dos conteúdos que apresenta uma página web. Este tipo de programa informático dispõe das ferramentas necessárias para a interpretação do código de uma página, que pode estar composto por uma ou mais linguagens de programação.

Graças ao uso de um browser, por conseguinte, uma pessoa pode aceder à informação das páginas web e interagir com a mesma. A navegação virtual é possibilitada através das ligações (igualmente chamados links) que há que o utilizador possa passar de um sitio web para outro.

Inicialmente, os browsers só existiam nos computadores. Com o passar dos anos, muitos outros dispositivos começaram a ter ligação à Internet. Deste modo, os aparelhos móveis, os televisores e outros aparelhos começaram a incluir um browser.

Tim Berners-Lee, um dos pioneiros no uso do hipertexto como um meio para o compartilhamento de informações, foi o responsável por inventar o primeiro navegador em 1990 (mas o projeto fora concebido em 1989), esse era chamado de WorldWideWeb. Berners-Lee ainda introduziu esse navegador como uma ferramenta entre os seus colegas do CERN no ano de 1991. E esse navegador tem sua invenção relacionada estreitamente com o desenvolvimento da própria web.

No começo esse navegador foi chamado apenas de WorldWideWeb (escrito exatamente assim), mas tempos depois ele teve seu nome alterado para “Nexus” com o propósito de evitar que houve confusão entre a rede de servidores e de páginas e o software que era utilizado para navegação nela. Google Chrome é um dos browsers mais utilizados no mundo. Desenvolvido por Google, foi lançado em 2008 e tem mais de 750 milhões de utilizadores em todo o planeta. Trata-se de um navegador que aposta pela estabilidade, a velocidade e a segurança.

Outro browser muito popular é o Internet Explorer, criado pela Microsoft em 1995. Até aparecer o Chrome, efetivamente, era o navegador mais usado.

Mozilla Firefox (desenvolvido pela fundação e corporação Mozilla) e o Opera (produto da Opera Software) são outros browsers que estejam instalados em milhões de computadores. Cabe destacar que a maioria dos browsers existentes podem ser descarregados gratuitamente.

Com os navegadores de internet o usuário pode acessar as páginas na web e também interagir com elas, desde que haja uma conexão com a internet para isso. Alguns exemplos de interação com o conteúdo dessas páginas são: assistir vídeos, ouvir música, escutar rádio online, baixar arquivos, enviar e receber mensagens por e-mail ou por chats, preencher formulários, fazer upload de arquivos, etc.

E com o avanço dos browsers agora é possível instalar complementos, as chamadas “extensões” (também conhecidas como “plug-ins”), para que o navegador disponha de mais recursos, tais como acessar aplicativos, fazer download de arquivos, etc.

A fim de proporcionar mais privacidade para os usuários, existem alguns navegadores que possibilitam uma navegação segura e sigilosa, sem que os dados os usuários e os termos e demais registros relacionados a pesquisa realizada sejam compartilhados.