Conceito.de

Conceito de canto de Natal

Um canto de Natal é uma canção popular breve com refrão. Trata-se de composições musicais (com a sua forma poética associada) que nasceram como canções profanas e que se tornaram populares ao associarem-se com o Natal. Aos poucos, os cantos de Natal passaram a ser cantados em templos e igrejas.

Os primeiros cantos de Natal surgiram no século XV a partir da modificação de canções populares mais antigas. Inicialmente, eram cantados por habitantes das vilas rurais (os aldeãos).

Os cantos de Natal eram cantados em festas populares, sem que a sua temática fosse especificamente religiosa. Eram narradas situações amorosas, as noticias locais e até se faziam troças e sátiras. No século XVI, a Igreja decidiu promover a música em língua vernácula durante as missas, com o objectivo de promover a evangelização.

Desta forma, os cantos de Natal ficaram associados à religião, especialmente às festividades como o Natal. As principais igrejas contavam com compositores e músicos que interpretavam as canções nas missas ou nas ruas durante os períodos festivos.

A estrutura de um canto de Natal costuma ser formada pelas quadras e pelo refrão embora o número de versos e a alternância entre as quadras e o refrão seja bastante variável.

Em suma, um canto de Natal é uma canção cuja letra está associada ao Natal, daí ser cantada essencialmente no mês de Dezembro. As suas origens, a sua estrutura ou as características musicais já não são tidos em conta na utilização do conceito.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (30 de Setembro de 2012). Conceito de canto de Natal. Conceito.de. https://conceito.de/canto-de-natal