Conceito.de

Conceito de rouxinol

O termo latino lusciniŏla chegou à nossa língua como rouxinol. Trata-se de uma ave que faz parte do grupo dos passeriformes e que costuma medir pouco mais de quinze centímetros da cabeça até à ponta da cauda.

De bico fino, o rouxinol caracteriza-se pelas suas penas avermelhadas, ainda que com ventre acinzentado e tons mais escuros na cabeça e no peito. Os rouxinóis costumam habitar em zonas florestais da Ásia e da Europa, instalando os seus ninhos em arbustos com vegetação densa.

Uma das particularidades do rouxinol é que canta inclusive à noite, quando outras aves se mantêm em silêncio. O seu canto é forte, com sibilos que vão crescendo e diferentes borboteios. Quando o rouxinol se encontra num ambiente ruidoso, tem a capacidade de elevar o volume do seu canto para se fazer ouvir.

O rouxinol, ave migratória cuja alimentação se baseia em insectos, é protagonista de diversos simbolismos. Dado que o seu canto é apreciado, as pessoas cantoras com voz agradável costumam ser qualificadas de “rouxinóis”. Por outro lado, o rouxinol costuma ser associado à Primavera e, por extensão, à juventude e beleza. Isto prende-se com o facto de a ave chegar à Europa quando está para chegar esta estação.

Este pássaro, por último, é o protagonista de contos clássicos como “O rouxinol” de Hans Christian Andersen e “O rouxinol e a rosa” de Oscar Wilde.