Conceito.de

Conceito de cativo

Cativo, que procede do latim “captīvu” é um adjetivo que se utiliza para qualificar o ser humano ou o animal que, por algum motivo não é livre. O conceito refere-se a quem está em cativeiro.

Por exemplo: “Os investigadores acreditam que o empresário esteve cativo dois dias antes de ser morto”, “Quando o jovem abriu a porta de sua casa, ele foi pego pelos sequestradores, que o levaram cativo em uma van preta”, “O exército entrou na embaixada à força e, após intenso tiroteio com os terroristas, conseguiu resgatar os cativos”.

A noção é frequentemente usada para nomear a pessoa que foi capturada por sequestradores, terroristas, invasores ou inimigos. “La captiva” (A cativa), nesse sentido, é o título de um extenso poema do escritor argentino Esteban Echeverría, que detalha o sequestro de uma mulher e seu marido por um grupo de povos indígenas.

Por sua vez, os animais cativos são os que estão enjaulados ou que não vivem livremente em seu habitat natural pela ação humana. Os espécimes encontrados em um zoológico, portanto, estão em cativeiro.

A ideia de um mercado cativo, por outro lado, refere-se à situação existente quando, em um mercado, não existe concorrência devido às barreiras que impedem a entrada e a participação de outros atores. O mercado cativo funciona como um oligopólio ou como um monopólio.

Existem diferentes métodos para criar um mercado cativo. Obstáculos burocráticos, exigências técnicas excessivas ou pagamento de tarifas muito altas são alguns desses mecanismos.