Conceito.de

Conceito de coevolução

A ideia de coevolução é usada no campo da biologia para denominar a adaptação mútua de duas ou mais espécies de organismos vivos no contexto dos seus processos evolutivos. Esta adaptação surge a partir da influência recíproca que as espécies exercem entre si através do parasitismo, da simbiose, do vínculo predador-presa e de outras interacções.

A coevolução supõe que as modificações registadas numa espécie como parte da sua evolução provocam uma pressão na selecção natural de outras espécies. Em simultâneo, estas espécies iniciam a sua adaptação a essas alterações e influem na evolução da primeira espécie. Nestes casos, fala-se de coevolução interespecífica.

Há biólogos que também postulam a existência da coevolução intraespecífica, que alude às alterações recíprocas que ocorrem em organismos que pertencem à mesma espécie. Estas modificações ocorrem em aparelhos e sistemas no âmbito evolutivo da espécie em questão.

É importante ter em conta que a coevolução está vinculada a factores bióticos, e não a factores abióticos. A influência do clima no processo de evolução, por exemplo, não é considerada como uma coevolução entre uma espécie viva e as condições climatéricas.

Podemos encontrar casos de coevolução entre distintas plantas e insectos. Há plantas que produzem toxinas para evitar os ataques de insectos; no entanto, algumas espécies animais conseguem ultrapassar esse mecanismo defensivo, conseguindo com a sua evolução que as toxinas não as afectem. A planta, desta forma, começa a elaborar outro tipo de toxinas.