Conceito.de

Conceito de coluna

Coluna é um termo habitual no âmbito da arquitetura, pois trata-se do suporte vertical que permite sustentar o peso de uma estrutura. O conceito também é usado para fazer referência a um monumento comemorativo (de homenagem) em jeito de pedestal.

No âmbito jornalístico, a noção de coluna é um artigo, geralmente de opinião. O jornalista encarregue de redigir a coluna é o colunista. Exemplos: “Igor Roskztkov é o autor da coluna jornalística mais lida da Rússia”, “O João trabalhava como redator na secção de Desporto, mas agora é colunista e os seus artigos aparecem na página central do jornal”.

A coluna é um género do jornalismo que se utiliza quando alguém quer expressar uma opinião. É hábito a imprensa escrita contar com colunistas que publicam os seus pontos de vista sobre determinados assuntos de interesse geral.

Muitos escritores e intelectuais desempenham a atividade de colunista, contribuindo assim para o prestígio deste género e dos jornais e das revistas que publicaram as suas colunas.

Através da opinião do seu autor, a coluna jornalística visa apresentar uma interpretação da realidade para orientar o leitor. Em alguns casos, são publicadas colunas com diferentes opiniões sobre um mesmo tema, de modo a que as pessoas possam tirar as suas próprias conclusões.

Alguns meios, porém, utilizam as colunas jornalísticas para determinar a sua posição face à realidade e mostrar o seu pensamento e a sua tendência política.

No Brasil, o termo coluna é também usado para descrever a coluna vertebral, qual faz parte do sistema axial. A coluna é composta por curvaturas que se dividem em: curvatura cervical, torácica, lombar e sacrococcígea.

A coluna vertebral constitui-se de 33 vértebras, sendo: 24 vértebras pré-sacais (que são lombares, torácicas e cervicais), cinco vértebras sacais e quatro vértebras que formam o cóccix. Dessas vértebras:

– Sete vértebras cervicais são responsáveis por oferecer suporte para a cabeça;

– Doze vértebras torácicas proporcionam suporte para a cavidade torácica e se ligam nas costelas;

– Cinco vértebras lombares são responsáveis por proporcionar suporte à cavidade abdominal e garantem o movimento entre a pelve e a região torácica;

– Há o sacro que é composto por cinco vértebras que se fundem e ele liga a coluna até a cintura pélvica;

– E, por fim, o cóccix que é quem garante suporte ao assoalho pélvico e é composto por quatro vértebras.

Quando as pessoas sentem dores nas costas é comum o uso do termo “dor na coluna”, por exemplo: “comecei a sentir fortes dores na coluna depois do treino”. Muitas das vezes, a pessoa pode especificar onde é essa dor (em qual curvatura/região): “sinto uma dor forte na coluna cervical” ou “há dias que sinto fortes dores na coluna lombar”.

É um ortopedista ou reumatologista o responsável por realizar um diagnóstico de problema na coluna e prescrever o tratamento mais adequado, segundo o histórico do indivíduo.

Os exames solicitados para o diagnóstico são exames de imagem como é o caso do raio-x e da ressonância magnética.