Conceito.de

Conceito de cervical

O adjetivo cervical, que vem do latim “cervicāle”, é usado para descrever o que está ligado à cerviz: o setor dorsal do pescoço. No caso do ser humano, a cerviz é composta por sete vértebras, além de vários músculos.

Vértebras cervicais são ossos curtos que estão articulados entre si. Eles estão entre o crânio e as vértebras torácicas e fornecem apoio à cabeça e mobilidade ao pescoço.

As duas vértebras cervicais superiores formam a ráquis cervical superior, enquanto as cinco restantes formam a ráquis cervical inferior. Devido à sua morfologia específica, as duas vértebras cervicais superiores têm nomes identificatórios: atlas (a primeira vértebra, que se articula com o osso occipital do crânio) e axis (a segunda vértebra). O restante das vértebras cervicais são semelhantes, embora a sétima seja conhecida como vértebra proeminente por ser mais longa.

Em geral, na estrutura das vértebras cervicais é possível reconhecer o corpo (com seis faces e a apófise unciforme), o forâmen vertebral, a apófise transversal, a apófise articular e a apófise espinhosa.

Se uma pessoa se refere a uma dor cervical, ela se refere a um desconforto na área do pescoço. Esse transtorno pode ser causado por má postura ou movimento repentino. Às vezes, o indivíduo não consegue nem mover o pescoço.

Conhece-se como chicote cervical o dano produzido no pescoço devido a um impacto ou movimento repentino e violento. O chicote cervical pode ser gerado por um acidente automobilístico, por exemplo.