Conceito.de

Conceito de cravo

A palavra latina “clavu” chegou ao português como cravo. É uma planta que faz parte do grupo familiar das cariofiláceas e é caracterizada por suas belas flores aromáticas.

De nome científico “Dianthus caryophyllus”, o cravo é muito popular nas zonas mediterrâneas. Geralmente mede cerca de quarenta centímetros, com folhas longas e estreitas e flores de cinco pétalas que são geralmente avermelhadas. Devido à sua aparência e fragrância, o cravo é geralmente incluído em parques e jardins.

Para um crescimento saudável, esta planta precisa de solos com boa drenagem e de estar exposta ao sol. Sua necessidade de irrigação é frequente, por isso é importante evitar o encharcamento.

As baixas temperaturas ameaçam a vida dos cravos. Entre as pragas que podem atacá-los, aparecem os pulgões e ácaros. O cravo também pode sofrer de várias doenças, como distúrbios gerados pelos fungos “Rhizoctonia solani” e “Fusarium oxysporum”.

Deve-se notar que a medicina tradicional recorre ao uso de cravo no tratamento de problemas digestivos, tosse, dor de dentes e hipertensão. Geralmente é administrado através de infusões.

Por outro lado, conhece-se como Revolução dos Cravos a revolta ocorrida em 1974 que gerou o colapso da ditadura de António de Oliveira Salazar em Portugal. O nome vem das flores que os manifestantes contra o regime usaram como distintivo.