Conceito.de

Conceito de desfaçatez

O vocábulo do castelhano “desfachatez” chegou ao nosso idioma como desfaçatez. Este adjetivo refere-se à falta de vergonha, pudor, decoro ou decência. Quem age com desfaçatez, portanto, atua sem recato.

Por exemplo: “O jogador mostrou novamente sua desfaçatez cantando ao vivo em um programa de televisão”, “Estou impressionado com a desfaçatez de políticos que tentam justificar sua riqueza com argumentos incomuns”, “Os fiéis não toleraram a desfaçatez do homem que entrou no templo com o tronco nu”.

Dependendo do contexto, a desfaçatez pode ser avaliada de forma positiva ou negativa. Em alguns casos, ser desfaçado está associado à valentia. Um jogador de basquete, para citar um caso, pode ser positivamente valorizado pela desfaçatez que o leva a atacar constantemente a cesta rival, independentemente de seus defensores serem mais altos ou mais fortes.

Em outras situações, a desfaçatez é considerada desrespeito. Suponhamos que um funcionário público decida contratar sua esposa e três filhos como assistentes, atribuindo-lhes salários muito altos que são pagos com recursos públicos. Diante das críticas dos jornalistas e da opinião pública, o funcionário responde que contratou seus parentes porque não há mais trabalhadores qualificados. Essa posição absurda, que visa justificar algo injustificável, pode ser descrita como um sinal de desfaçatez.

Outra possibilidade é que a desfaçatez não seja julgada em um sentido moral. Um jovem que começa a cantar em transporte público sem pedir nada em troca, apenas por prazer, pode ser mencionado como desfaçado, pois nem as pessoas nem a situação o inibem.