Conceito.de

Conceito de disautonomia

A disautonomia é um distúrbio causado por problemas no sistema nervoso autônomo, cuja função é controlar e regular as funções automáticas do corpo (como a temperatura, pressão e pulso). Essa alteração torna a pessoa incapaz de realizar ações normalmente.

Décadas atrás, a disautonomia era conhecida como neurastenia (uma debilidade registrada no sistema nervoso). Hoje, a disautonomia é entendida como uma condição crônica e multissintomática que gera um grau de incapacidade. Por razões desconhecidas, as mulheres são mais propensas que os homens a experimentar disautonomia.

Pessoas com disautonomia podem se sentir cansadas, sonolentas, pálidas e com mãos e pés frios. Até podem sofrer de taquicardia, tonturas e até desmaios. As dores frequentes nas articulações e cabeça, e a irregularidade da pressão arterial também fazem parte dessa doença não contagiosa.

Um vírus, intoxicação, trauma ou doença autoimune pode causar danos ao sistema nervoso autônomo que leva à disautonomia. Mulheres com disautonomia que engravidam, por outro lado, podem apresentar piora ou alívio dos sintomas, conforme o caso.

Embora a disautonomia não possa ser curada, é possível desenvolver um tratamento para minimizar seus efeitos e permitir que o paciente desenvolva sua vida da melhor maneira possível. O médico pode prescrever certos medicamentos para tratar certos sintomas ou sugerir certos hábitos e rotinas (como realizar exercício e beber muita água, por exemplo).