Conceito.de

Conceito de emulsão

A etimologia de emulsão nos remete ao latim “emulsiōne”, particípio passado de “emulgēre”. No campo da química, uma emulsão é a dispersão de um fluido em outro com o qual não se consegue misturar.

Para que uma emulsão seja gerada, portanto, são necessários dois líquidos que não sejam miscíveis (misturáveis). Ao combinar as duas substâncias, uma delas se dispersa na outra, obtendo um resultado com certa homogeneidade. Um exemplo típico de uma emulsão é a combinação de óleo e água.

No contexto da cozinha, de fato, as emulsões são bastante frequentes. A maionese, também conhecida como maionese, é uma emulsão que se forma batendo o óleo e o ovo, acrescentando também outros ingredientes como suco de limão e sal.

Outra emulsão popular é o molho rosa ou molho de coquetel, consistindo basicamente de maionese e ketchup (embora você possa adicionar conhaque, suco de laranja ou outros produtos).

As emulsões podem ser formadas de diferentes maneiras. Em alguns casos, as partículas de seus componentes se fundem e formam uma espécie de camada. Em outras situações, as partículas podem se concentrar em um local específico da mistura (como fundo ou superfície) ou até mesmo desenvolver uma massa.

Já no campo da fotografia, uma emulsão é a suspensão de brometo de prata em gelatina que constitui a camada do material fotográfico sensível à luz. Emulsões fotográficas implicam que os cristais que são sensíveis à luz sejam distribuídos por toda a gelatina em questão.