Conceito.de

Conceito de energia não renovável

Energia é a capacidade de transformar ou de pôr algo em movimento. O conceito costuma usar-se em referência a um recurso natural com os elementos associados que permitem fazer uso industrial do mesmo.

O adjectivo renovável, por sua vez, refere-se àquilo que se pode renovar (ou seja, que pode regressar ao seu primeiro estado ou ser reposto). Aplicada à energia, esta noção está relacionada com a possibilidade de renovação ou de restauração através de um processo natural.

A energia não renovável, por conseguinte, é o tipo de energia que se obtém de um recurso natural limitado, pelo que, se este esgotar, não poderá ser substituído. Como não existe um sistema de produção ou de extracção viável, uma vez esgotadas as reservas dos recursos que permitem gerar uma energia não renovável, a mesma deixará de existir.

As energias não renováveis derivam de combustíveis fósseis ou de combustíveis nucleares. No primeiro grupo, destacam-se o petróleo, o carvão e o gás natural. Estes combustíveis são fáceis de extrair, mas as suas reservas podem esgotar-se a curto e médio prazo. Deixando de existir reservas de petróleo, por exemplo, o ser humano não estará em condições de criar novas.

Entre os combustíveis nucleares, por sua vez, destacam-se elementos como o plutónio ou o urânio. Trata-se de combustíveis limitados e, por conseguinte, não são renováveis.

As energias renováveis, em contrapartida, procedem de fontes que são virtualmente inesgotáveis graças à sua capacidade de se regenerarem de forma natural ou à grande quantidade de energia de que dispõem. A energia eólica é um exemplo de energia renovável, uma vez que o vento é inesgotável.