Conceito.de

Conceito de ênfase

O vocábulo grego “émphasis” chegou ao latim como “emphăse” que ao nosso idioma chegou como ênfase. É assim que se denomina a força aplicada na entoação quando se pretende enfatizar a relevância do que é expresso.

Por exemplo: “Com ênfase, o presidente ratificou que voltará a apresentar-se como candidato nas próximas eleições”, “O disco do empresário colocou ênfase nas estatísticas do último semestre”, “A falta de ênfase na resposta do jovem gerou dúvidas na polícia”.

A ênfase geralmente se reflete em um aumento de volume, uma mudança no ritmo ou uma modulação particular ao falar. A repetição de um termo ou a sua separação em sílabas também nos permite dar ênfase: “Eu venho para aqui para tra-ba-lhar”, “Não vou renunciar. Ficou claro? Não vou renunciar”.

No campo da retórica, a ênfase é um tropo que reside no uso de uma expressão ou termo em um sentido mais restrito e preciso do que o usual para acentuar um certo sentido: “Você é o rei” (para se referir a alguém que se destaca em relação aos restantes por causa de suas habilidades ou aptidões, não porque ele seja um monarca soberano).

Por fim, na linguagem coloquial, o conceito de ênfase se refere a uma intensidade ou uma atenção especial ou dedicação que é colocada em algo: “O próximo congresso da Sociedade de Escritores dará ênfase à poesia contemporânea”, “Acho que o governo deveria colocar mais ênfase no combate ao narcotráfico”, “A ênfase da campanha contra a dengue será a importância de evitar que a água se acumule nas bacias, baldes e outros recipientes”.