Conceito de epílogo


Nov 07, 11

O termo epílogo provém do latim epilŏgus, que, por sua vez, deriva de um vocábulo grego. Trata-se de uma recapitulação (conclusão resumida) daquilo que foi escrito numa composição literária ou dito durante um discurso. O termo também é usado para fazer referência à última parte (o desfecho) de determinadas obras por se desligar das partes anteriores, e que faz referência a acontecimentos ou situações que estejam associado(a)s à acção principal, a qual, muitas das vezes, é extensa e complexa.

Por exemplo: um livro fala sobre o romance entre um homem milionário e uma mulher pobre. A trama centra-se nas complicações dessa relação e em todos os obstáculos que devem superar para desfrutarem do amor que os une. No último capítulo da obra, os apaixonados casem-se e vão viver para uma casinha no meio das montanhas. O epílogo da obra, que é uma espécie de acréscimo à história principal, assinala que o casal tem três filhões e que a família leva uma vida serena e feliz.

O epílogo também pode fazer referência a notas adicionais que não pertençam aos acontecimentos principais narrados na obra. Um livro que analisa a história do movimento peronista, por exemplo, poderá incluir um epílogo que acrescente informações sobre a situação internacional nesse contexto histórico. Tratar-se-á seguramente de dados relacionados com o peronismo mas também poderão ser do interesse geral do próprio leitor.