Conceito.de

Conceito de esplêndido

Procedente do vocábulo latino “splendĭdu”, o adjetivo esplêndido é empregue para qualificar o que é excelente, grandioso ou sublime. O esplêndido é ideal ou está perto de sê-lo. Por exemplo: “Este hotel é esplêndido! Oferece toda a comodidade e muitas detalhes de luxo”, “Que dia esplêndido, vamos passear ao ar livre”, “O tenista espanhol fez um jogo esplêndido e conseguiu chegar à final do torneio”.

Quando algo é classificado como esplêndido, recebe avaliação positiva. Um restaurante esplêndido, para citar um caso, é aquele que se destaca pela comida, pelo ambiente e pela atenção. O estabelecimento que, por outro lado, oferece comida de má qualidade, não tem decoração e tem garçons pouco amáveis, ninguém consideraria esplêndido.

Uma pessoa esplêndida, por outro lado, parece resplandecente. Um indivíduo esplêndido destaca-se pela sua aparência, refletindo felicidade ou bem-estar: “O tio Jorge está esplêndido hoje porque receberá a visita de seus netos”, “Que ótimo aspeto! Pareces esplêndido”, “A atriz estava esplêndida dois meses após seu divórcio”.

No cenário internacional, a política externa desenvolvida pelo Reino Unido no final do século XIX ficou conhecida como esplêndido isolamento. Através dessa estratégia, o governo britânico decidiu não fazer alianças permanentes com outros países, certo de que, dessa forma, protegeria seus interesses. Com o esplêndido isolamento, sem assumir compromissos fixos com outras nações, o Reino Unido se concentrou em manter sua hegemonia. Em abril de 1904, quando assinou um tratado com a França para regular a expansão colonial (conhecida como Entente cordiale), a política de esplêndido isolamento chegou ao fim.