Conceito.de

Conceito de ginecologia

Escutar o artigo

A ginecologia é a especialidade da medicina dedicada aos cuidados do aparelho genital feminino. Os ginecologistas são portanto os especialistas que tratam de todas as questões relacionadas com o útero, a vagina e os ovários.

ginecologia
É comum que um ginecologista tenha especialidade em obstetrícia

O médico grego Soranus, da escola metodista, é considerado o autor do primeiro tratado de ginecologia. Os avanços da medicina têm associado a ginecologia à obstetrícia, que se ocupa da gravidez, do parto e do puerpério. Actualmente, a maioria dos ginecologistas são obstetras e vice-versa.

O termo ginecologia vem do grego, que é formado por “gyné” (mulher) + “logos” (estudo), por tanto, ela é o estudo da mulher. Por sua vez, a obstetrícia provém do latim “obstare”, que é formada por “ob” (à frente) + “stare” (em pé), dando a entender do indivíduo que fica à frente do ser humano que é concebido.

A ginecologia permite o diagnóstico e o tratamento de doenças como o cancro, o prolapso, a amenorreia, a dismenorreia, a menorragia e a infertilidade. Para realizar a sua actividade, os ginecologistas utilizam instrumentos como o espéculo, que possibilita realizar exames à vagina e ao colo do útero.

As mulheres devem ir às consultas ginecológicas de forma periódica para gozarem de uma boa saúde e prevenir os distúrbios. Contudo, devido ao carácter íntimo destes estudos que cause um certo desconforto, muitas das vezes, acabam por ser postergados.

A prova do Papanicolau, igualmente conhecida pelo nome de citologia vaginal, é o exame ginecológico mais habitual. O ginecologista extrai amostras das células epiteliais que se encontram na zona de transição do colo uterino, o que lhe permite conhecer o estado hormonal, identificar alterações inflamatórias e orientar sobre um possível diagnóstico do cancro do colo do útero.

Inventado pelo médico grego Georgios Papanicolaou (1883-1962), trata-se de um exame simples, económico e eficaz que deve ser realizado por todas as mulheres desde que iniciam a sua vida sexual até aproximadamente aos seus 65 anos de idade.

Ginecologia e obstetrícia

É importante que se saiba que a ginecologia e a obstetrícia são áreas com suas particularidades, sendo que a obstetrícia é mais focada, voltando-se para o período da gestação, o parto e também o período após o parto. Por sua vez, a ginecologia trata de aspectos gerais quanto ao cuidado da saúde feminina. E enquanto o ginecologista preocupa-se com o órgão reprodutor feminino, o obstetra mantém seu foco no que está relacionado a reprodução.

Dentre as doenças mais comuns que a ginecologia diagnostica estão: endometrioso, candidíase, vaginose, o mioma uterino, prolapso dos órgãos pélvicos, entre outras. Além disso, há as doenças que podem acometer as mamas.

A ginecologia então faz também o exame das mamas, sendo fundamental para, por exemplo, diagnosticar precocemente casos de câncer de mama e orientar o devido tratamento. Para isso é solicitado o que é chamado de exame clínico das mamas.

Mas a busca por esse especialista não se deve apenas pelo surgimento de doenças, há a necessidade também de buscar ajuda desse especialista para prevenções, orientações (sobre métodos contraceptivos, TPM, cólicas, etc.) e para realizar exames a fim de se certificar de que tudo está correto.

Infecção Genital, Ginecologia Geral, Mastologia, Climatério, Medicina Fetal, Reprodução Humana, Uroginecologia, Cirurgia Vaginal, entre outras são algumas das subespecialidades da ginecologia e também da obstetrícia.

Um ginecologista que é especializado também em obstetrícia pode realizar diversos serviços com o objetivo de prevenção e tratamentos, tais como: exames pélvicos, ultrassonografia, também exames de laboratório (como os de sangue), entre outros.

O toque vaginal é um dos exames mais comuns em ginecologia e que consiste no exame físico dos órgãos pélvicos femininos. Há ainda outros exames como o Papanicolau, colposcopia e vulvocospia, também com sua essencialidade.

Formação em ginecologia

conceito de ginecologia
É necessária a graduação em ginecologia para exercer a profissão

No Brasil, quem deseja tornar-se ginecologista precisa realizar uma formação em faculdade credenciada, tendo essa formação a duração de seis anos, havendo depois que cumprir também com o tempo de residência que é de três anos, com esse graduado acompanhando a rotina da profissão e tendo orientação de profissionais com experiência.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (26 de Fevereiro de 2013). Conceito de ginecologia. Conceito.de. https://conceito.de/ginecologia