Conceito.de

Conceito de parto

A noção de parto é usada para designar o processo e o resultado de parir (dar à luz). O parto, por conseguinte, marca o final de uma gravidez e o nascimento da criatura que se desenvolve no útero da sua mãe.

Exemplos: “O trabalho de parto durou sete horas”, “Foi um parto complicado porque o bebé estava enredado com o cordão umbilical”, “A mãe do cantor faleceu no parto”.

Pode-se dizer que o parto supõe o começo da vida de um indivíduo. A partir do nascimento, depois de tudo, começam a contar-se os anos que vive uma pessoa (a data do parto, efetivamente, é o dia de aniversário). Porém, no que toca à concepção filosófica ou religiosa que se considere, há quem seja da opinião de que a vida começa antes do parto.

No caso dos seres humanos, quando o parto ocorre de forma natural, o processo começa a partir de um alargamento do colo uterino. O bebé começa então a descender até ser iluminado, quando sai do corpo da sua mãe através da vagina.

Outra possibilidade é que o parto aconteça de maneira induzida, através de uma intervenção cirúrgica na região abdominal da mãe. Neste caso, o parto recebe o nome de cesariana e permite minimizar possíveis inconvenientes de saúde para a mãe ou o menino.

Sobre o parto, existem animais que precisam de um parceiro para engravidarem e logo após alguns meses estarem gestantes e parirem. Contudo, existem outros animais que não precisam de um parceiro (tal como algumas espécies de lagartos que não necessitam de um macho para procriarem). E a esse fenômeno dá-se o nome de partenogênese.

A partenogênese caracteriza-se pelo uso de gametas femininos que são capazes de procriarem por si só (sem que haja a fertilização). Algumas espécies de cobrar e peixes foram observadas realizando esse tipo de reprodução.

Pesquisadores, inclusive, descobriram espécies de animais que tinham acesso a machos, mas que procriaram através da partenogênese, o que alguns também costumam chamar de “parto virgem”.

Mas esse fenômeno causa muita mortalidade e faz com que os animais nascido através dela tenham pouco ou nenhum desenvolvimento. No entanto alguns defendem essa possível forma de reprodução como favorável nos momentos em que as fêmeas não tenham acesso a machos ou estejam mudando de habitat, por exemplo.

Para quem nasceu na Coréia, quando uma criança nasce ela já possui um ano de idade, dado ao fato de que os coreanos arredondam os nove meses que a criança passa no útero da mãe.

Convém destacar que parto também é uma conjugação do verbo partir (separar ou dividir uma coisa; ir para outro sítio): “Amanhã, parto para a Nova Zelândia para fins de trabalho”, “É melhor não fazer mais força com esta ferramenta ou ainda parto o parafuso…”.

Existem pessoas ainda que utilizam o termo no sentido figurativo para representar uma situação complicada, onde haja dificuldade, por exemplo:

– “Demorei dias para conseguir consertar o encanamento de casa, foi um verdadeiro parto”;

– “O documento que ele apresentou era extenso e bastante organizado, tendo gasto muito tempo para isso, o que ele chamou de produto de um parto.”