Conceito de prematuro


Jun 22, 15

A noção de prematuro tem a sua origem etimológica no vocábulo latino praematūrus. Este adjectivo é usado para evocar aquilo que tem origem de forma antecipada relativamente ao tempo que estava previsto ou que era natural.

Exemplos: “O pequeno nasceu de forma prematura e encontra-se numa unidade de cuidados intensivos”, “Parece-se que é prematuro falar de casamento”, “Os simpatizantes do clube consideram que o despedimento do treinador foi algo prematuro”.

Fala-se de nascimento prematuro quando o parto decorre antes da trigésima-sétima semana de gestação. Um bebé prematuro enfrenta diversos riscos de saúde uma vez que, ao não completar os nove meses habituais no ventre materno, pode sofrer deficiências na sua formação.

A quantidade de nascimentos prematuros não costuma ir além dos 12% em nenhum país. Regra geral, os médicos não conseguem determinar porquê que o parto ocorre antes do tempo embora existam diversas causas que podem incidir: uma situação de stress, o consumo de álcool, uma infecção ou a diabetes são alguns motivos que podem provocar um parto prematuro.

O conceito de prematuro, de qualquer forma, pode-se encontrar noutros contextos. Se um jogador de futebol assinar um contrato com uma equipa que o vinculará à instituição por três anos, mas é despedido no fim do primeiro ano, diz-se que a sua saída da equipa foi prematura.

Um jovem que decide tornar-se independente e sai de casa dos pais mas que, ao fim de uns meses, decide regressar por causa de problemas económicos, pode-se reconhecer que a decisão de se mudar foi prematura, uma vez que ainda não tinha a solidez económica necessária para manter o seu próprio lar.