Conceito.de

Conceito de hemiplegia

Hemiplegia é um conceito que deriva da língua grega e que se usa no âmbito da medicina para evocar a paralisia de todo um lado do corpo. Isto significa que a pessoa que sofra de hemiplegia verá paralisada uma metade lateral do seu corpo.

A hemiplegia pode produzir-se por diversos factores, como um acidente vascular cerebral (AVC), um tumor cerebral, um traumatismo craniano, uma encefalite, uma meningite ou uma patologia na espina dorsal.

Quando uma pessoa sofre uma diminuição da força motora ou uma paralisia parcial num lado do corpo, é caso de hemiparesia. A hemiparesia, por conseguinte, é menos grave do que a hemiplegia, uma vez que não há imobilidade mas debilidade/limitação.

A hemiplegia não só anula o movimento e a sensibilidade de parte do rosto, de um braço e/ou de uma perna, como também pode afectar outras funções corporais, como a fala, a visão, a audição e até a capacidade de raciocínio.

É importante destacar que a hemiplegia implica uma incapacidade para controlar certos músculos apesar de estes não estarem danificados, devido ao problema cerebral. Ao não mover estes músculos, tornam-se rígidos e atrofiam com a falta de uso. Para evitar ou minimizar a espasticidade (a rigidez) dos músculos, o paciente pode realizar diversos exercícios físicos por recomendação do seu médico ou terapeuta.

A fisioterapia, a acupunctura e as massagens podem fazer parte de um tratamento de reabilitação da hemiplegia para fortalecer os músculos e conseguir que o paciente se sinta melhor.