Conceito de inefável


Set 03, 13

Do latim ineffabĭlis (“indizível”), inefável é aquilo que não se consegue explicar com palavras. Posto isto, inefável diz-se daquilo que não se pode contar ou exprimir. Exemplos: “Um medo inefável apoderou-se do seu ser quando se apercebeu que não tinha saída”, “Quando entrou no quarto, deparou-se com uma situação inefável”, “É um acontecimento inefável para o nosso país, que será recordado durante décadas”.

Actualmente, o conceito é usado num sentido mais indefinido e genérico. Inefável é um adjectivo que se aplica a pessoas ou situações que são difíceis de classificar, de explicar ou de justificar.

A frase “O inefável advogado voltou a ser o centro das atenções ao acusar o jornalista de ser vigarista” contém uma consideração sobre um letrado que, à partida, parecia não se enquadrar nessa imagem. É possível pensar em advogados prestigiados, reconhecidos ou experientes, mas quando se faz referência a um advogado inefável, não se sabe com precisão do que se está a falar.

“O inefável encanto da violência na televisão”, por sua vez, é outra expressão que utiliza este adjectivo de uma forma um tanto abstracta. Neste caso, o termo está associado às dificuldades existentes para explicar a razão pela qual a violência televisiva atrai tanto os telespectadores. A violência, por lógica, é reprovável e é condenada a nível social; no entanto, por alguma razão pouco clara, quando a violência aparece na televisão parece atractiva e torna-se em entretenimento. O inefável está relacionado com a dificuldade de explicar esta situação.