Conceito.de

Conceito de madeira

Escutar o artigo

A madeira constitui-se num material produzido através do tecido que se forma naquelas plantas que são lenhosas. E o objetivo principal dela, quando na natureza, é proporcionar sustentação.

madeira
A madeira é usada na fabricação de diferentes produtos

Esse material é composto principalmente de fibras, as quais são semelhantes a canudos pequenos, tendo os mesmos diferentes tamanhos e formas, dispostos no sentido longitudinal e na transversal do tronco.

As fibras que fazem parte de uma madeira podem ser de distintos tipos, sendo que isso ocorre devido a que elas possuem distintas funções, tais como: sustentação, envio de líquidos, etc.

Plantas que conseguem produzir madeira, além de serem lenhosas, são também perenes. As mesmas dispõem de caules que possuem elevadas dimensões, os quais são chamados de troncos.

Devido a ser um material sempre acessível, a madeira foi um dos primeiros que os seres humanos utilizaram para a fabricação de itens para uso no dia a dia. Assim, ela possuía e possui diversos usos para a humanidade, mesmo quando surgiram outros tipos de materiais ou os materiais sintéticos.

Além de tudo isso, a madeira é um material que é fonte de energia. Em vários países, ela é utilizada para o cozimento, por exemplo.

Se é feito um corte na transversal do tronco de uma árvore, se pode observar ali vários anéis que constituem esse tronco. E assim se pode ser o cerne (parte mais ao interior), alburno (a parte que é mais clara) e medula (parte mais escura e que fica mais no centro).

Madeira: uso em distintos locais e situações

A madeira é a matéria-prima para a fabricação de diversos produtos, especialmente móveis, tais como: camas, mesas, escrivaninhas, gaveteiros, entre outros.

Na construção civil, a madeira desempenha um importante papel, fornecendo material para os diferentes estágios de uma construção. Nesse contexto, ela pode ser utilizada para criar uma estrutura para escoramento ou para a composição de andaimes, por exemplo. Há também o uso da madeira para a criação de estruturas definitivas como caibros ou pilares.

Já na parte de acabamentos, a madeira serve na decoração com o uso de painéis ou forros, além de pisos e assoalhos.

A resistência, durabilidade e também a facilidade para a realização de produtos que a madeira proporciona a tornam um dos materiais mais usados em todo o mundo. Os objetos que exigem que se faça um trabalho artesanal são fabricadas com o uso dela.

Características da madeira

conceito de madeira
Grã, cheio, cor e textura são algumas das características da madeira

As características da madeira, como cheio, cor, textura, desenho, entre outros, são consideradas especialmente quando o uso dessa é voltado para a decoração. Então esses seriam meios de identificação dos diferentes tipos.

No que diz respeito a cor da madeira, ela se forma devido às substâncias com propriedades de pigmentação que são introduzidas na parte internas das células dessa (células que formam parte do seu material lenhoso).

É comum que se utilizem meios artificiais para mudar a cor de uma madeira, especialmente se a mesma possui a finalidade de decoração, por exemplo: o uso de corrente contínua de ar quente com ozônio, uso de tintura e outros.

Já o cheiro da madeira é algo que não é tão simples de ser definido. Mas é comum que o cheiro que algumas plantas exalem seja em decorrência de substâncias voláteis que ficam, em especial, no cerne da madeira. Esse cheiro pode ficar mais fraco de acordo com o quanto de exposição que a madeira teria, podendo ter um cheiro forte novamente ao raspar a superfície da madeira ou realizar cortes nela.

Cabe dizer que o cheiro natural da madeira pode agradar ou desagradar alguns e isso depende do tipo de árvore/planta. Mas também existem as madeiras que não possuem cheiro, sendo que essas são madeiras usadas comumente para a fabricação de embalagens para alimentos.

Sobre o gosto que a madeira pode ter, ele está relacionado de forma íntima com o cheiro. E isso se deve ao fato de que os dois provém de uma mesma substância. Mas como há a possibilidade de reações alérgicas ou de intoxicação, o uso do gosto para a identificação da madeira não é um meio recomendável.

Outros elementos que geram características distintas na madeira

E há ainda outros elementos que ajudam na identificação de uma madeira, que são: grã (com grã espiral, grã reta, irregular, espiral, etc.), textura da madeira (que é algo que pode ser sentido pelo tato, já que se trata de um efeito que se produz em suas dimensões), brilho e desenho.

Mas além dessas características, a madeira também absorve a água com facilidade e dispõe de propriedades físicas diferenciadas de acordo com a orientação espacial.

Da madeira para o papel

É da madeira que o papel se origina. Esse material proporciona a chamada “polpa de celulose” que, por sua vez, é usado para a criação do papel. Se extrai a celulose da polpa da madeira, sendo que a celulose pode ser produzida por meio de qualquer tipo de árvore que existe.

Mas além disso, a madeira origina também produtos químicos como o tanino, o rayon e o acetato de celulose, os quais são utilizados para fabricar tintas e para curtir o couro.

Citação

SOUSA, Priscila. (20 de Julho de 2022). Conceito de madeira. Conceito.de. https://conceito.de/madeira