Conceito.de

Conceito de neutrão

Um neutrão é uma partícula massiva sem carga eléctrica. Trata-se de um barião (uma partícula subatómica composta por três quarks) formado por dois quarks abaixo e um quark acima. Os neutrões e os protões constituem os núcleos dos átomos.

O neutrão tem uma vida média de cerca de quinze minutos fora do núcleo atómico, quando emite um electrão e um antineutrão para se converter num protão. Os neutrões, que têm uma massa semelhante à dos protões, são necessários para a estabilidade dos núcleos atómicos (à excepção do hidrogénio).

Foi o físico e químico neozelandês Ernest Rutherford quem proclamou, em 1920, a existência do neutrão. Desta forma, explicou a razão pela qual os núcleos não se desintegram pela repulsão electromagnética dos protões.

Os neutrões actuam nas reacções nucleares, que se produzem quando um neutrão impulsa a fissão de um átomo e dá origem a um maior número de neutrões que, por sua vez, causa novas fissões. Quanto à forma como se produz esta reacção, pode-se falar de reacção controlada (utiliza-se o moderador de um reactor nuclear para aproveitar a energia nuclear) ou de reacção incontrolada (produz-se uma massa crítica de combustível nuclear).

A fissão nuclear, assim sendo, é uma reacção que se produz no núcleo do átomo. A fissão tem lugar quando o núcleo pesado se divide em núcleos mais pequenos, para além de outros subprodutos como neutrões livres e fotões. A fissão dos núcleos pesados, por conseguinte, é um processo exotérmico durante o qual se liberam grandes quantidades de energia.