Conceito de oráculo


Jun 18, 13

Do latim oracŭlum, o oráculo é uma resposta divina que chega às pessoas através dos sacerdotes ou de outros ministros. Essa resposta pode, aliás, reflectir-se através de sinais físicos ou símbolos que são interpretados pelos especialistas.

Também se conhece como oráculo o lugar onde se realiza este tipo de consultas e se recebe as respostas. Os Gregos tinham numerosos oráculos que eram visitados e consultados pelos dirigentes para tomar as decisões mais importantes. Essa tradição grega continuou na época romana.

O Oráculo de Delfos, situado junto ao monte Parnaso, foi um dos mais importantes da antiguidade. O lugar, consagrado ao deus Apolo, era considerado como o umbigo do mundo; por isso, apresenta uma pedra esculpida denominada onfalio (“umbigo”).

A pitonisa (ou pítia) era quem se encarregava de interceder entre os homens e as divindades. Alguns oráculos tinham mais de uma pitonisa para atender as numerosas consultas das pessoas. As pitonisas eram mulheres de conduta irrepreensível que, uma vez nomeadas, ficavam a viver no oráculo e ostentavam o seu cargo de maneira vitalícia.

Na linguagem diária, é considerado oráculo o sujeito que é ouvido com respeito pela sua sabedoria e experiência. Exemplos: “O meu avô é o oráculo da família: quando há alguma reunião ou algum encontro, sentamo-nos todos em volta dele para escutar os seus conselhos”, “O capitão da equipa deve ser o oráculo dos mais jovens”, “Já está em idade de se aposentar, mas o Sr. Roberto continua a ser o oráculo desta empresa”.