Conceito.de

Conceito de paternidade

Paternidade é um conceito que vem do latim paternĭtas e que diz respeito à condição de ser pai. Isto significa que o homem que tenha tido um filho acede à paternidade.

Exemplos: “A paternidade é um sonho cumprido para mim”, “Há homens para os quais a paternidade lhes é grande”, “Nunca pensei que a paternidade fosse mudar tanto a minha vida”.

Em geral, a paternidade usa-se para designar a qualidade do pai (homem). No caso da mulher, a noção associada a ser mãe é maternidade. No entanto, dependendo do contexto, paternidade pode referir-se tanto ao pai como à mãe.

A exemplo do citado acima, há os casos em que o termo aparece no plural, nesse caso referindo-se tanto ao pai quanto a mãe, por exemplo: “hoje é a reunião de pais e mestres”. Mas, nesse caso, mesmo que haja ali um contexto de paternidade, o termo mais usado é “pai”.

Há ainda o termo “paternidade ativa” que diz respeito a uma maior atuação do pai nas atividades domésticas e, especialmente, nos cuidados dos filhos. Estudos mostram que quando o pai participa desde cedo da criação dos filhos eles se tornam mais felizes, inteligentes e os pais também tem benefícios em sua saúde mental e também física.

É importante destacar que a paternidade transcende o biológico. A filiação pode acontecer através da adopção, convertendo a pessoa em pai do seu filho mesmo que este não seja seu descendente de sangue. Num sentido semelhante, o homem que doa sémen para que uma mulher se insemine não se transforma no pai da futura criança.

O teste de paternidade (ou exame de paternidade) é um tipo de exame destinado a atestar se dois indivíduos possuem um vínculo biológico. Apesar de ser mais usado nos casos em que os pais querem saber se um filho é realmente seu, esse teste pode também ser usado em outras situações como, por exemplo, nos casos em uma mãe ou um pai perde um filho enquanto esse era criança e anos depois o reencontram e fazem o teste para se certificarem que aquele é mesmo seu filho desaparecido. Esse exame é feito através do teste de DNA de ambos os indivíduos (pai/mãe e filho).

A paternidade, por outro lado, pode ser espiritual ou simbólica. No âmbito da religião, é considerado líder o guia de uma congregação como o “pai” dos fiéis. Neste sentido, o papa da Igreja católica apostólica romana tende a designar-se como Santo Pai. Essa forma de tratamento é destinada aos superiores de ordens religiosas e o termo mais usado é “vossa paternidade”.

Também é possível falar de paternidade em alusão ao criador de uma obra, um estilo, uma gesta, etc.: “Kurt Cobain foi o pai da música grunge”, “O pai do jazz fusion chegará ao pais para apresentar o seu novo disco”. Ou mesmo como muitos remetem a paternidade do rock and roll a Chuck Berry. Assim, nesse sentido, um pai é um criador de algo.