Conceito de porto marítimo


Ago 30, 15

O termo porto pode usar-se em diferentes âmbitos. Trata-se, na sua acepção mais ampla, da infra-estrutura que inclui diversos serviços para a realização de uma certa operação.

O significado mais habitual de porto está relacionado com o espaço que, situado numa orla ou na costa, permite que os navios realizem operações de descarga e carga ou de desembarcação e embarque. Quando essa infra-estrutura se encontra junto ao oceano, fala-se de porto marítimo.

Estes portos, por conseguinte, proporcionam aos barcos um lugar seguro na costa marítima para realizar diferentes tarefas. Através de diferentes obras, como a construção de diques, os navios ficam ao abrigo da ondulação. Desta forma, é possível carregar ou descarregar mercadorias ou favorecer a entrada e saída de tripulantes e passageiros com maior comodidade.

Os portos marítimos costumam incluir docas para a estância dos barcos, cais para permitir o amarre, depósitos para armazenar as mercadorias e sistemas de sinalização para facilitar as entrada e as saídas ao porto.

Cabe destacar que os portos marítimos podem ter diferentes orientações de acordo com os barcos que recebem. Alguns portos trabalham com embarcações piscatórias, outros orientam-se para o comércio e alguns especializam-se na actividade turística.

Um exemplo de porto marítimo é o Porto de Barcelona (Espanha), que fica ao pé do mar Mediterrâneo. Tem mais de vinte quilómetros de atraques e cais de carga e descarga e uma superfície em terra de mais de 800 hectares.

O Porto de Mar del Plata (Argentina), junto do mar Argentino, está protegido por dois quebra-mares e permite o desembarque de cruzeiros internacionais, para além da operação de barcos pesqueiros e de outra natureza.