Conceito de exportação


Jan 31, 13

O termo exportação tem origem no vocábulo latim exportatĭo e menciona a acção e o efeito de exportar (vender mercadorias para outro país). A exportação também é o conjunto das mercadorias ou dos géneros que se exportam. Por exemplo: “A exportação chinesa registou um aumento de 152% na última década”, “O pequeno país caribenho precisa de incrementar a sua exportação para equilibrar a balança comercial”, “O meu tio trabalha numa empresa dedicada à exportação de alimentos para o mercado europeu”.

Pode-se dizer, portanto, que uma exportação é um bem ou serviço que é enviado para outra parte do mundo com fins comerciais. O envio pode realizar-se por diversos modos de transporte, seja terrestre, marítimo ou aéreo. Pode até tratar-se de uma exportação de serviços que não implique o envio de algo físico. É o caso de aqueles que prestam os seus serviços através da Internet (os tradutores, por exemplo) e que enviam os seus trabalhos em formato digital (documentos de texto, imagens, etc.).

As exportações fazem sempre referência ao tráfego legítimo de mercadorias e serviços. Por isso, as condições são regidas pelas legislações do país emissor (o exportador) e do país receptor (o importador). É habitual as nações incluírem uma série de obstáculos e condicionantes à importação para que não se prejudiquem os produtores locais. Estas medidas, com efeito, afectam os países exportadores.

No caso do comércio ilegal (como o tráfego de drogas ou o tráfico de armas), não se considera que se trate de uma exportação, uma vez que se desenvolve fora de qualquer âmbito legislativo e não está sujeito a regras.