Conceito.de

Conceito de pus

O pus é uma substância formada por células sem vida, soro e outros componentes. Este líquido viscoso, cuja tonalidade pode ir do amarelo a um tom mais próximo do verde, aparece como resultado da segregação de um tecido que, em geral, sofre algum tipo de infecção.

A supuração (isto é, a criação de pus), por conseguinte, costuma ter origem num processo infeccioso. No entanto, há doenças, como a psoríase que incluem a presença de pus mesmo que não impliquem uma infecção. Nestes casos, o pus é uma consequência de tecidos necróticos que se acumulam num mesmo lugar.

O pus é formado por glóbulos brancos (estando esses em processo de degeneração), por sangue, proteínas, elementos orgânicos e também por bactérias.

Quando o pus produz uma inflamação cutânea que se pode observar a olho nu, cria-se aquilo que se chama de pústula ou, se o inchaço for muito grande, furúnculo. No caso em que o pus se acumula num tecido fechado, pode ocasionar o aparecimento de um abcesso (que implica o inchaço e a infecção do tecido em questão).

Muitas pessoas acreditam que o pus é formado por intermédio das bactérias, mas não é assim. Ele se trata de uma reação do sistema imunológico. Logo, o pus é o que resulta da ação das células de defesa do corpo (glóbulos brancos ou conhecidos também como leucócitos) contra as bactérias que o ameaçam e causam a infecção.

Para entender melhor o funcionamento desse processo, vejamos a seguinte situação: uma pessoa coloca um piercing no nariz, mas isso é feito sem um procedimento de assepsia, então se forma um quadro infeccioso, tendo agora muitas bactérias (que conseguiram entrar através do orifício onde foi inserido o piercing), havendo também vários neutrófilos, mediadores inflamatórios, diversos tipos de proteínas, plasma sanguíneo, etc. Acontece, então, ali uma verdadeira batalha contando ainda com a presença de células do tecido acometido e várias outras substâncias que são liberadas sempre que acontece a morte de uma célula. E é de tudo isso que se forma o líquido pastoso de coloração amarelada chamado de pus.

Uma outra coisa importante em mencionar é que o pus se forma apenas em pessoas que tenham o sistema imunológico funcionando normalmente. Isso quer dizer que pessoas que tenham baixa contagem de neutrófilos, que tenham doenças graves, aqueles que são imunossuprimidos, etc., não têm esse processo que ajuda a atacar bactérias que invadem o organismo, elas nem mesmo conseguem criar um processo inflamatório, em muitas das vezes.

A acne, que se produz a partir da acumulação de células mortas e secreções sebáceas que tapam os folículos pilosos, pode implicar a criação de pus. Isso acontece quando aparece uma bactéria que se encarrega de infectar os poros e que facilita a propagação dos grãos ou pústulas.

Se uma pessoa espremer uma borbulha com pus e a rebentar, fará que este líquido saia do tecido inflamado. Esta questão, longe de ser uma solução, pode provocar lesões na pele, cicatrizes e mesmo novas infecções.