Conceito.de

Conceito de querido

A palavra querido é de uso frequente em muitos países relativamente àquilo ou àquele/a que é digno(a) de querer. Ao querido, por conseguinte, tem-se afecto, carinho, apreço, amor ou simpatia.

Exemplos: “Lamento muito a perda do Sr. Aníbal: era um homem muito querido”, “O Lucas desenvolve os problemas típicos dos jovens, mas é alguém muito querido”, “O Boby é um cão querido e brincalhão”.

Às pessoas queridas reconhecem-se-lhes diversas características que provocam o efeito nos outros. Uma mulher simpática, sociável e solidária, só para citar um caso, será considerada querida. Já o mesmo não se poderá dizer de mulher que for antipática, se recusar a criar vínculos sociais e nunca está disposta a ajudar o próximo.

Às vezes, o indivíduo tem certas valências que fazem dele um ser querido, conseguindo sobrepor-se aos seus defeitos. Um adolescente pode ter um baixo rendimento académico e tendência às brigas com outros jovens mas, por sua vez, ser muito respeitador para com os adultos, aos quais procura sempre recorrer. Por isso, muitos irão dizer que se trata de um jovem querido mesmo que apresente alguns problemas em certos âmbitos.

As personagens de ficção também podem ser consideradas queridas consoante o sentimento provocado nos leitores ou espectadores. Por norma, os personagens divertidos ou os heróis são aqueles que são queridos, uma vez que provocam empatia no público, que se sente identificado com a criação do autor.