Conceito.de

Conceito de reconciliação

Reconciliação é a acção e a consequência de reconciliar. Este verbo faz menção a deixar para trás uma briga ou um confronto, retomando uma amizade ou outra ligação afectiva que se encontrava interrompida por uma desavença.

Exemplos: “A reconciliação entre os artistas teve lugar após quatro meses de afastamento, que incluíram várias discussões através dos meios de comunicação”, “Não me parece que a reconciliação entre nós se venha algum dia a concretizar”, “Quando há um amor sincero, nenhuma briga é permanente: haverá sempre lugar para a reconciliação”.

Suponhamos que dois amigos se afastam porque um criticou a esposa do outro. Passados alguns meses sem se falarem, a pessoa que realizou o comentário negativo sobre a mulher do amigo liga para este e pede-lhe desculpas. Deste modo, quando o outro aceita o pedido de desculpas, a reconciliação entre ambos fica selada. Estes dois amigos retomam então o vínculo e voltam a falar e a encontrar-se tal como costumavam fazer antes de se desentenderem.

No contexto da religião, a reconciliação é um dos sacramentos que administra a Igreja Católica. Igualmente conhecido como confissão ou penitência, através deste sacramento o crente obtém o perdão divino pelos pecados que cometeu.

Para conseguir a reconciliação, a pessoa deve confessar os seus pecados a um padre. Antes terá de ter mostrado arrependimento pelo seu comportamento e ter a intenção de não repetir a acção. Uma vez que se confessa ao padre, este indica ao individuo uma penitência que permite reparar os pecados e finalmente absolve-o.