Conceito.de

Conceito de rejeição

Rejeição é o processo e a consequência de rejeitar (resistir, negar ou recusar). Ao manifestar rejeição para com algo, deixa-se em evidência que não se o aceita ou tolera.

Exemplos: “A rejeição do público relativamente ao jogador central foi evidente durante todo o jogo”, “Um dia destes, vou convidar-te a jantar fora e aviso-te desde já: não aceitarei rejeições”, “Os analistas acham que a rejeição à candidatura por parte do diretor já era de prever”.

Em alguns desportos, a ideia de rejeição é usada para evocar aquilo que um jogador faz quando está em posição defensiva, afasta a bola da sua baliza. Peguemos no caso do futebol: se um jogador conseguir cabecear um centro que cai sobre a área que defende, desviando o perigo, terá feito uma rejeição.

Não obstante, dentro deste âmbito também é usado para se referir ao sentimento que têm alguns aficionados a jogadores ou treinadores. Em termos concretos, por exemplo, considera-se que existe uma importante rejeição dos cidadãos para com a figura do jogador português Cristiano Ronaldo. O motivo? Não apreciam o seu nível de egocentrismo, a sua insolência em certas ocasiões e mesmo a sua absoluta falta de humildade quando chega a afirmar de si mesmo que é o melhor jogador do mundo.

Se pensarmos na medicina, fala-se de rejeição quando um corpo que recebe um transplante não aceita o tecido ou órgão vindo de outra pessoa. Esta situação pode obedecer a diversos motivos: aquilo que acontece é que o organismo, ao considerar que aquilo que lhe foi transplantado é um elemento estranho, não o assimila nem o põe a funcionar.

A rejeição social, por sua vez, está relacionada com a discriminação. A pessoa rejeitada é isolada, posta de lado ou excluída de um determinado ambiente por algum tipo de característica (religião, orientação sexual, nacionalidade, raça, condição social, etc.).

A rejeição também pode ser individual em certos contextos: um homem pode sofrer a rejeição de uma mulher que convidar para sair, uma vez que esta não se sente atraída por ele e prefere não partilhar a atividade proposta.
Precisamente a nível romântico são muitas as pessoas que experimentam esse tipo de rejeição, seja homem ou mulher ou porque o outro não tem intenção de ter qualquer tipo de relação ou porque o/a companheiro resolve pôr fim à relação. Seja qual for o caso, aqueles que sofrem essa rejeição sentem um grande desgosto, que leva tempo a superar.

A rejeição, quando no contexto social e individual, também acontece quando um pai ou mãe rejeita ao seu filho o colocando para adoção, não oferecendo amor e atenção para a criança ou mesmo se separando do pai ou mãe da criança e não aceitando o filho como sendo seu.

É comum também a rejeição no âmbito escolar quando outros alunos deixam um aluno de fora devido a sua aparência, sua condição social ou mesmo ao seu nível de intelectualidade, por exemplo. É comum que ocorra o bullying tendo esse como um ponto de partida.

Diz-se que quase todos têm medo de serem rejeitados, o medo da rejeição, inclusive, pode levar uma pessoa a desenvolver sintomas físicos como dores e palpitações. Há estudos que apontam que quando uma pessoa passa por estresse contínuo, tal como o que é ocasionado pelo medo da rejeição, os músculos do coração podem enfraquecer.

Conta-se que o medo da rejeição vem dos antepassados, pois quando alguém era excluído de um grupo ou de uma tribo, então essa pessoa tinha as suas chances de sobrevivência reduzidas, ou seja, isso poderia causar até mesmo a morte de uma pessoa.

Quando uma pessoa se sente rejeitada ou sente isso pelo seu marido, esposa, namorado, namorada, noivo ou noiva, os sentimentos que surgem são, geralmente, insegurança, dúvidas, frustração, incerteza, entre outros. Ainda, há casos onde uma pessoa que se sente rejeitada pode acabar tomando medidas drásticas que coloquem tanto a sua vida como a vida de outras pessoas em risco.