Conceito.de

Conceito de RGB

RGB é uma sigla formada pelos termos da língua inglesa red (“vermelho”), green (“verde”) e blue (“azul”). O conceito costuma ser usado em referência a um modelo cromático que consiste em representar cores diferentes a partir da mistura destas três cores primárias.

O modelo RGB baseia-se naquilo que se conhece como a síntese aditiva de cor. Usando a luminosidade do vermelho, do verde e do azul em diferentes proporções, produzem-se as restantes cores. Os monitores dos computadores recorrem à síntese aditiva de cor para a representação das cores.

O principal problema do modelo RGB é que, por si mesmo, não oferece uma definição exacta das três cores que constituem a sua essência. Ou seja: diferentes modelos RGB podem usar diferentes tonalidades de vermelho, verde e azul. Por conseguinte, as cores resultantes da síntese aditiva também variarão de acordo com o modelo RGB usado.

A noção de RGB também aparece no tratamento das colores que se realiza a certos sinais de vídeo. Neste caso, os sinais dividem-se consoante a cor e transmitem-se de forma independente. O resultado é uma reprodução de maior qualidade.

Irremediavelmente, quando se faz alusão a RGB costuma-se apostar sempre também por fazer menção a outras siglas: CMYK, que correspondem a Cyan, Magenta, Yellow e Black, o que é o mesmo que dizer, ciano, magenta, amarelo e preto. Concretamente, é usado dentro do âmbito da fotografia para se referir a um canal de cores que se sustenta naquilo que é a diferença subtractiva entre cores para obter outras.

Na informática, por último, várias linguagens de programação usam o modelo RGB para representar as cores. Estas linguagens atribuem um valor às várias cores: quanto maior o valor, maior é a intensidade na mistura. Uma cor, conseguinte, é composta por três valores (uma correspondente ao vermelho, outra ao verde e a terceira ao azul) que se especificam entre parênteses e separados entre si por aspas.