Conceito.de

Conceito de sigilografia

A sigilografia é a modalidade dedicada à análise dos selos que são utilizados para fechar envelopes/sobrescritos e autorizar documentos. Trata-se de um método que se usa na história, na arqueologia, no direito, na heráldica, na diplomacia e na genealogia, entre outras áreas do conhecimento.

A finalidade da sigilografia é estudar, de forma crítica, os selos que historicamente tenham sido usados para validar ou autorizar determinada documentação, seja esta estatal ou privada.

O objecto de estudo da sigilografia, por conseguinte, são os selos: as impressões que se obtêm a partir da pressão exercida com uma matriz para deixar um registo numa superfície. O selo pode ser feito à base de lacre, cera, papel, metal ou outro material que permita estampar sinais.

O selo medieval é um dos mais estudados pelos especialistas nesta disciplina, pois naquela época era habitual que tanto reis como nobres, para além de figuras de relevância recorreram ao uso desse elemento para poder certificar os seus documentos e deixar constância de que eram eles que os avaliavam. Deste modo, a título de exemplo, não há filme ou série medieval em que, em algum momento, não apareça um dos personagens a lacrar as suas cartas.

Graças à sigilografia, consegue-se obter conhecimento respeitante aos costumes, à política e à arte de cada época. Isto deve-se ao facto de os selos representarem diversas questões próprias da respectiva época nos documentos em que são aplicados.

É importante frisar que foi no século XIX quando vários estudiosos e historiadores deram forma à sigilografia como a entendemos. Nessa altira, decidiram fazer com que a mesma se pudesse converter numa ferramenta imprescindível para conhecer o passado, ou seja, que se pudesse usar como fonte histórica.

Concretamente, essa foi uma medida que, desde o primeiro instante, apostaram impulsar figuras de prestígio como Otto Posse, Germain Demay, Hermann Grotefend ou Douet d´Arcq.

No momento de uso, o selo tem valor jurídico. Com o passar do tempo, no entanto, adquire outros valores, como o valor histórico ou o valor cultural, que são estudados pela sigilografia.

Actualmente, a sigilografia é importante no âmbito do coleccionismo já que proporciona informação de relevo sobre os selos. A modalidade permite valorizar cada peça e, deste modo, também acaba por valorizar a colecção de selos em questão.
Outros datos interessantes que vale a pena conhecer relativamente aos selos são os seguintes:

-Podia ter uma das faces estampadas ou directamente as duas.
– Nas legendas que incorporam deixam patente o titular ou dono do solo.
-Entre as formas mais comuns que podem apresentar os tais selos estão os que revestem a forma de escudo, redonda, com aspecto de huso…
-Regra geral, o tamanho dos selos estudada pela sigilografia tende a ser bastante variado. Alguns têm apenas uns milímetros de tamanho e outros que alcançam os 15 centímetros.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

“catering”

O conceito de “catering” faz parte do idioma inglês, mas, de qualquer forma, também é aceito pela Michaelis em seu...

Conceito de

catequese

A noção de catequese refere-se à instrução ligada à religião. O conceito costuma ser usado com relação ao local ou ao...

Conceito de

categoria

A palavra grega “kategoría” chegou ao latim como “categorĭa” e, através do francês, derivou no termo...

Conceito de

luneta

Uma luneta é uma ferramenta óptica portátil que pode ser expandida de acordo com a necessidade do usuário. É um tipo de...

Conceito de

catarata

O conceito de catarata, que deriva da palavra latina “cataracta” (por sua vez derivada do grego...

Conceito de

catabolismo

O termo grego “katabolé”, traduzível como “ação de atirar de cima para baixo” chegou ao português...

Conceito de

catálogo

A palavra grega ” katálogos”, que pode ser traduzida como “lista”, chegou ao latim como...

Conceito de

cataclismo

A origem etimológica de cataclismo encontra-se na palavra grega “kataklysmós”, que pode ser traduzida como...

ARQUIVOS