Conceito.de

Conceito de arquivística

Escutar o artigo

Denomina-se de arquivística a disciplina que foca em estudar sobre as funções do arquivo.

arquivística
A arquivística pode ser vista como um dos ramos da ciência da informação

Um arquivo trata-se de um conjunto de documentos, os quais podem ser elaborados por pessoas físicas ou jurídicas, sendo de diferentes formas, datas, etc. E esses documentos podem ser de direito privado ou de direito público.

Por sua vez, a arquivística (que também se conhece por arquivologia) é a ciência que visa conhecer tais arquivos e suas teorias e metodologias, quais são analisadas para sua organização, uso ou desenvolvimento pelo profissional que é chamado de arquivista.

A arquivística pode ser vista como um dos ramos do campo interdisciplinar chamado de ciência da informação. A ciência da informação preocupa-se em analisar, coletar e também manipular, classificar e propagar a informação.

Essa ciência tem a capacidade de conceder subvenção para que se realize a gestão da informação. Para o gestor, a arquivística é uma disciplina fundamental, o ajudando na tomada de decisões em níveis de hierarquia distintos. Além disso, por meio dela esse gestor pode ter acesso mais prático e simples aos documentos de que precisar.

No que diz respeito aos objetos que estão presentes nesta disciplina há: Sistemas de Informação Arquivística, a Documentação Técnica, o Processamento arquivístico, a Administração de Arquivos, os Sistemas de Gerenciamento de Registros e a Gestão de Documentos.

Arquivística e arquivos

É importante mencionar que um arquivo não diz respeito apenas ao guardar documentos, senão que ele também possui relação com a informação que há ali. Cabe ainda dizer que documentos relacionados com arquivos se tratam de algo orgânico, que se tem pelo que é e foi realizado por pessoas físicas, por empresas, entidades, etc.

Dos objetos que estuda a arquivologia há: a formação do patrimônio arquivístico, que é quando se tem acesso e faz o controle dos documentos que entram, há o processamento técnico, que é quando se faz a indexação, arranjo, descrição, gestão, etc., há ainda a mediação, responsável pala concepção, onde se realiza também a mediação cultural, onde se criam dispositivos interativos nos espaços digitais, entre outros.

Onde e quando surgiu a arquivística

São poucas as literaturas que se dedicam a abordar sobre a arquivística, sendo também desconhecida a origem dessa disciplina. Mas conta-se quem a primeira pessoa a abordar sobre essa ciência foi o alemão chamado Jacob von Rammingen, ele escreveu um ensaio sobre o tema. Rammingen escreveu esse ensaio em 1571, logo, acredita-se que ele tenha sido aquele que fez surgir essa ciência. Mas não existe nada concreto sobre isso, carecendo de mais informações.

Ainda sobre o ensaio de Jacob von Rammingen, ele foi tão importante que foi o responsável por fazer com que a arquivística seguisse sendo estudada por mais dois séculos depois da publicação do mesmo.

Quando se descobriu o ensaio do alemão, então essa disciplina passou a receber mais relevância, havendo mais estudos sobre ela. E no século XIX ela então começa a ser utilizada como uma essencial ferramenta pelos historiadores. E foi ainda naquele século que se fez a edição do chamado Manual dos Arquivistas Holandeses.

Arquivística e ciência da informação

conceito de arquivística
A arquivística tornou-se essencial para historiadores

No século XX essa ciência então passa a conceder mais benefícios e se desenvolve mais. Após a Segunda Guerra Mundial, em 1950, aparece então, na Unesco, o que é chamado de CIA (Conselho Internacional de Arquivos), sendo que a CIA foi algo de extrema importância para que a arquivística se desenvolvesse cada vez mais e passasse a ser algo relevante.

E em 1960 foi editado compilado Elsevier’s Lexicon of Archive Terminology, que foi de suma importância para a organização e padronização das terminologias nessa ciência em questão.

Alguns anos mais tarde, agora em 1980, época e que a tecnologia passava por uma verdadeira evolução, a arquivologia teve também que se adaptar para acompanhar as mudanças que aconteciam. E no século seguinte a arquivologia/arquivística se torna a que é chamada de Ciência da Informação.

Importância da arquivística na sociedade

A ciência arquivística estuda a construção e curadoria dessa coleção de documentos, gravações, etc., que é chamada de arquivo.

É importante mencionar que há todo um processo de suma importância para a arquivística. Primeiramente, para que o arquivista possa realizar a curadoria de arquivos, antes ele deve estar de posse e fazer a avaliação dos materiais que são registrados.

Com a arquivística se consegue melhorias de métodos que são aplicados para avaliar, guardar, manter e fazer o catalogar do que é registrado.

Quando se faz o registro de arquivamento, então consegue que os dados sejam guardados de forma a não se perderem, ainda fazendo com que esses não se alterem. Esse é um trabalho importante, pois garante que os arquivos serão mantidos em sua originalidade, o que faz com que os mesmos tenham um valor para a sociedade, ainda garantindo a confiabilidade desses.

Desse modo, o arquivista desempenha um fundamental pape para fazer a autenticação de documentos, tais como documentos históricos, garantindo que os mesmos sejam confiáveis e usuais, estando em condições de uso, com imagem coerente e, ainda, acessíveis.

Citação

SOUSA, Priscila. (12 de Maio de 2022). Conceito de arquivística. Conceito.de. https://conceito.de/arquivistica