Conceito.de

Conceito de genealogia

Do latim genealogĭa, a genealogia é o conjunto de ascendentes e progenitores de uma pessoa ou de um animal de raça. O conceito é usado também em referência ao documento que contém este conjunto ou parte dele, ao documento em que se regista a ascendência de um animal de raça e à disciplina/ciência que estuda a genealogia.

Exemplos: “A genealogia do cantor compreende ascendentes alemães, suíços e eslovenos”, “Não dou muita importância à genealogia das pessoas, só me interessa como é cada indivíduo”, “Pedem demasiado dinheiro por esse cavalo: vamos ter que estudar a sua genealogia com mais detalhe”.

O documento que regista os estudos de genealogia é a árvore genealógica. A figura da árvore tem uma analogia com o tronco que se ramifica e a pessoa que tem diversas linhas de ascendência e descendência.

A genealogia pode conhecer-se através dos relatos orais (aquilo que é contado) que costuma surgir do núcleo familiar. Estas histórias são transmitidas de geração em geração e podem ser inexactas no que diz respeito às datas de nacimento e aos lugares de origem embora possam ser o ponto de partida para fazer estudos mais precisos.

Outra fonte documental da genealogia são os documentos impressos ou manuscritos. Ao contrário da memória familiar, estes registos oferecem exactidão na informação. Os registos de identificação civil, os documentos eclesiásticos (da Igreja) e os arquivos do Estado permitem conhecer a genealogia das pessoas.

Na linguagem coloquial, a genealogia é a origem ou os precedentes de algo: “A genealogia deste disco remonta aos primeiros encontros entre o cantor e o guitarrista nas montanhas andinas”.